Operação da PC prende suspeitos de roubos em Joanésia

Cidade foi ocupada por policiais civis para o cumprimento de ordens judiciais contra suspeitos de assaltos na região

Divulgação Polícia Civil


As equipes da Polícia Civil foram em busca de investigados por roubos em Joanésia

Os moradores de Joanésia foram acordados na manhã desta quinta-feira (28) com a presença de equipes da Polícia Civil. O foco da operação foi prender os autores de roubos ocorridos na zona rural do município nos últimos meses. Cerca de 25 policiais, que contaram até com um drone, participaram da ação assim que o dia clareou.

Os policiais das delegacias de Santana do Paraíso e Mesquita, reforçados por outros policiais da 1ª Delegacia Regional, ocuparam Joanésia na operação deflagrada nas primeiras horas da manhã. Seis viaturas e 24 policiais civis com o apoio de um drone cumpriram três mandados de busca expedidos pela Justiça. Foram apreendidos celulares, joias e outros materiais cuja origem será agora rastreada.

A ação é um desdobramento das investigações de um roubo ocorrido no último dia 14 de março, onde três pessoas renderam uma família com uso de duas armas de fogo e subtraíram seus bens. O crime chocou a comunidade local pela brutalidade dos autores que amarraram as vítimas com fios e as submeteram a tortura psicológica e física, tendo inclusive aplicados choques elétricos em um membro da família.

A operação foi comandada pelo delegado Bruno Morato

P.L.N.F. e T.G.F., 19 anos, ambos até então sem passagens pela polícia, foram presos pelos policiais. Eles são suspeitos de, junto com um adolescente de 16 anos, serem os autores do delito. Os investigados foram surpreendidos em suas residências enquanto dormiam. Não houve reação. Ambos negam envolvimento. A polícia também pediu a internação do menor, que até o momento não foi deferida.

Passaram dos limites, diz delegado

“Eles passaram dos limites. Crimes desta natureza precisam de uma ação rápida e enérgica do estado, como a de hoje. Estamos atentos ao incremento de roubos na zona rural e vamos reagir duramente a isso” explicou o Delegado Bruno Morato que comandou a operação.

Os presos serão encaminhados ao sistema prisional, onde ficarão custodiados à disposição da Justiça. Eles responderão pelos crimes de roubo qualificado, corrupção de menores e tortura. As penas previstas para estes crimes, somadas, chegam perto de 30 anos de prisão caso sejam condenados.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

MAIS FOTOS

Comentários

Curto e Franco 29 de maio, 2020 | 17:33
30 anos de prisao ? , infelismente essas desgraças nao ficao nem 5 anos presos , porque essa justiça do brasil e muito frouxa e mal observada pelos politicos que tambem sao ladroes , o negocio e ter uma boa escopeta hem casa e estourar a cabeça desses noiados .
Ferreira 28 de maio, 2020 | 17:15
Ótima atuação da PC em Joanésia.
Mas não parem as investigações e buscas. Estes são testa de ferro. O comando ainda está por aqui aprontando nós roubos e tráfico.
Pereira 28 de maio, 2020 | 15:48
Parabéns a Operação da PC. Continue o serviço de investigação,pois os cabeças da facção estão por aí soltos. Tráfico,roubo
tortura
Fabinho Oliveira 28 de maio, 2020 | 14:46
Poderia aproveitar e prender os ladrões de bois que estão fazendo a limpa em mesquita e Santana do paraíso. Alem de roubo de boi traficam drogas. Oh seu delegado ajuda nos aí.
Tem gente comendo carne do próprio boi que foi roubado.
Rodrigues 28 de maio, 2020 | 11:54
Parabéns aos policiais que cumpriram este mandado e retiraram das ruas da antes pacata Joanésia estes meliantes.
Que operações como esta possam acontecer mais vezes. Mais uma vez parabéns..

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO