Jovem é detido com Ford Ranger e pistola com numerações adulteradas

Divulgação PM


Ford Ranger foi apreendida por causa de suspeita de adulteração em números de identificação

Uma abordagem policial resultou na detenção de um jovem e apreensão de uma arma de fogo municiada e de uma caminhonete, ambas com sinais de adulteração dos números de identificação. O caso foi registrado por volta de 21h, de terça-feira (26), na rua Miosótis, no bairro Esperança, em Ipatinga.

Policiais que atuavam no patrulhamento pelas ruas do bairro, sob a supervisão da capitã Maressa, avistaram dois veículos trafegando em comboio sentido ao bairro Cidade Nobre. O fato chamou a atenção dos policiais, que acionaram o reforço para a abordagem dos veículos e seus condutores, o que ocorreu na rua Miosótis.

Durante a verificação e vistoria nos veículos foi localizada dentro do console central de uma caminhonete Ford Ranger de cor branca, uma pistola calibre 380 municiada com oito cartuchos intactos.

Na vistoria policiais consultaram o Sistema Informatizado de Segurança Pública e ficou constatado que o número de série da arma pertencia a outro modelo de arma.

Jovem alega que andava armado porque está ameaçado de morte

Os policiais também descobriram que o número de série do motor da Ford Ranger também não conferia com o original do veículo, o que levou ao entendimento que estavam diante de uma adulteração.

O proprietário do veículo, U.M.P., de 23 anos, assumiu a propriedade da arma de fogo. Afirmou aos policiais militares que estava armado porque está ameaçado de morte por outra pessoa.

Quanto à adulteração na Ford Ranger, alegou que desconhecia o fato. A caminhonete foi removida ao pátio credenciado Detran, onde deverá passar por uma perícia.

Já o proprietário do carro e da arma foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil. Antes, enquanto o relatório do caso era lavrado no posto policial do bairro Iguaçu, apareceram à unidade policial dois advogados que se apresentaram como representantes do jovem detido e o acompanharam ao plantão da Delegacia de Polícia Civil.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Ingrid Claudina Queiroz 30 de maio, 2020 | 00:51
Pra informação de vocês que estão comentando ai ele não é bandido ele só é um jovem que por motivos óbvios que é proteger sua vida estava armado....
Pedrin Perito 29 de maio, 2020 | 10:16
Qual a necessidade de mencionar a presença dos advogados? Enriquecer a matéria ou tumultuar,abrindo precedentes para discurso de ódio e difamação generalizada.
Ricardo Lúcio Rogério 29 de maio, 2020 | 09:05
A justiça também precisa de dinheiro. Bastam ver as fianças arbtiradas pelos juizes nos Estados Unidos..
Mas, a soltura provisória do réu não exime o mesmo de um processo penal.(desde que seu crime o permita que fique solto) Ou seja, o réu ficará solto com a liberdade restrita, enquanto tramitar o processo para julgamento do mesmo. Isso evita que o estado fique tratando de bandidos antecipadamente. A informação é cultura ...
Jerfessom 29 de maio, 2020 | 08:19
Leoncio alem de cidadao bandido tem aqui em Ipatinga muito advogado comparsa de bandidos tambem se escondendo por detras da imunidade da profissao.
Leoncio Simoes 27 de maio, 2020 | 13:28
O brasil e o paraiso pra advogado
Tem bandidos pra todos os lados
De Olho na Cidade 27 de maio, 2020 | 08:50
INFELIZMENTE NÃO IRÁ DA EM NADA ESSA ABORDAGEM.. NÃO PELO FATO DOS POLICIAIS NÃO TEREM FEITO A PARTE DELES CERTA, MAS SIM PELA JUSTIÇA NO BRASIL QUE É FALHA.. PARA OS LEITORES ENTENDEREM, DE CARA APARECERAM DOIS ADVOGADOS PARA LIVRAREM A CARA DO RAPAZ.. AGORA PAGA UMA FIANÇA E SAI PELA PORTA DA FRENTE DA MESMA FORMA QUE ENTROU NA DELEGACIA.. ESTE É NOSSO BRASIL

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO