Recém-nascida retirada da mãe em hospital é recuperada pela polícia

A mãe da recém-nascida, apesar de a autora não portar crachá e nem uniforme, não desconfiou e entregou a criança

Divulgação PMMG


A verdadeira mãe, no momento em que recebeu a filha recém-nascida de volta, ainda no hospital

Uma mulher de 26 anos foi presa no município de Durandé, na Zona da Mata mineira, envolvida em uma ocorrência incomum. A mulher se fez passar por gestante prestes a entrar em trabalho de parto, conseguiu dar entrada no Hospital César Leite, em Manhuaçu. Já dentro da instituição hospitalar, a mulher se passou por enfermeira, foi até a maternidade e afirmou para uma mãe que tinha dado à luz recentemente e alegou que precisava levar a menina para ser medicada.

A mãe da recém-nascida, apesar de a autora não portar crachá e nem uniforme, não desconfiou e entregou a criança. Devido a demora do retorno da criança, a mãe perguntou a uma enfermeira por sua filha, momento em que a enfermeira verificou que havia algo errado, e constatou que uma mulher havia saído do hospital com a criança.

A Polícia Militar foi acionada e os levantamentos levaram à identificação da mulher que furtou a criança como sendo uma moradora do Povoado de São João da Figueira, em Durandé, para onde a mulher fugiu levando a menina.

Uma equipe do Tático Móvel da PM localizou a casa da mulher e a encontrou no quarto, com a recém-nascida. Em um primeiro momento ela disse que a criança seria sua filha. Também informou aos militares que havia acabado de chegar do hospital onde tinha dado à luz.

A criança recém-nascida foi retirada da mulher e levada de volta ao Hospital Cesar Leite, onde foi reconhecida pela mãe biológica. A menina recém-nascida foi entregue em segurança e sem qualquer lesão aparente. A mulher foi presa e encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil.

Nota

A diretoria do Hospital César Leite esclareceu, por meio de nota, que instaurou procedimento para apurar as circunstâncias em que a mulher conseguiu retirar uma criança da maternidade na noite de segunda-feira (25).

Conforme a nota, a mulher que furtou a criança chegou ao hospital alegando que estava grávida e sentindo fortes dores e foi encaminhada para o centro obstétrico. Ela foi atendida pelo médico e orientada para retornar para casa. Em vez de ir embora, a mulher se dirigiu até um quarto e fingiu ser uma enfermeira.

“Ressalta-se que ela chegou ao hospital com uma mochila e um cobertor.

Para sair pela portaria, ela utilizou o cobertor para cobrir a criança e apresentou a guia de liberação da consulta para a portaria. Ressalta-se que houve empenho e total colaboração da equipe da enfermagem e demais funcionários junto à Polícia Militar para a localização da criança.

O Hospital César Leite está prestando assistência à mãe e ao bebê e colabora com as autoridades para que todo o fato seja esclarecido”, conclui a nota.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO