Antônio Fernando Ribeiro Pereira, CEO da LogLab, diz que tecnologia pode ajudar isolamento

Para Antônio Fernando Ribeiro Pereira, empresas apresentam soluções tecnológicas para diminuir o distanciamento físico

Por meio da tecnologia, surgem novos formatos de trabalho, de encontros e até de
eventos. A evolução tecnológica nunca teve tanta importância como agora. Está transformando casas em escritórios, acalentando os corações saudosos e salvando vidas dentro dos hospitais.
Divulgação


Para Antônio Fernando Ribeiro Pereira, empresas apresentam soluções tecnológicas para diminuir o distanciamento físico

Antônio Fernando Ribeiro Pereira : “A tecnologia da informação surgiu para solucionar problemas”



“A tecnologia da informação surgiu para acelerar processos, conectar pessoas e unificar os sistemas. Resumindo para solucionar problemas. E ainda que não seja a cura para este novo coronavírus, é por meio da tecnologia que os pesquisadores se conectam para desenvolver a solução”,acredita o CEO da LoGlab, Antônio Fernando Ribeiro Pereira.

Para garantir o acesso a todos esses serviços, trabalho dos desenvolvedores de sistemas de informação tornou-se imprescindível nesta pandemia. O CEO da empresa de soluções digitais LogLab, Antônio Fernando Ribeiro Pereira, explica que o novo
coronavírus está acelerando o processo de digitalização das empresas e dos eventos, tanto corporativos como até mesmo pessoais e familiares. “Houve uma busca por tecnologias que viabilizassem o contato virtual de modo a substituir o físico, mas de modo eficiente, principalmente no meio corporativo. É preciso ferramentas que estimulem a produtividade em homeoffice e permita a compartilhamento dos trabalhos das equipes”, explica Antônio Fernando Ribeiro Pereira.

O setor de entretenimento

Isso sem falar no setor de entretenimento. Uma nova indústria de eventos, shows e
merchandising se apresenta como alternativa tanto para os trabalhadores deste segmentoquanto para as pessoas que estão isolamento social. “São lives de exercícios, reuniões por videoconferência, shows artísticos, terapia e tudo isso nos mostra um infinito lequede possibilidades que a tecnologia proporciona”, explica o CEO da Log Lab.

No varejo, as mídias sociais são as novas vitrines e o os canais de vendas estão em aplicativos e até no WhatsApp. Até o serviço público está indo até o cidadão pelo celular e os políticos se reúnem e votam em grandes redes de reuniões virtuais. As academias, até então espaços coletivos de exercício físico, agora vão à casa dos clientespor meio de suas aulas ao vivo e aplicativos.

Os impactos econômicos da pandemia

Para Antônio Fernando Ribeiro Pereira, é preciso estar presente. “Já se falou que a tecnologia promovia o distanciamento social e agora é possível ver que sem ela estaríamos verdadeiramente isolados. Os impactos econômicos da pandemia são inevitáveis, mas como em toda crise, é tempo de novas ideias , novas profissões, novos modelos de negócios e novos produtos”.

As empresas de tecnologia da informação estão fervilhando de demandas e com isso
desenvolvendo soluções, produtos e ferramentas para tornar a vida mais próxima, fácil e ágil.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO