Jogadores do Flamengo postam mensagens de apoio a treinos

Os jogadores da equipe profissional de futebol masculino do Flamengo postaram, nesta sexta-feira (22), em seus perfis em mídias sociais, mensagens de apoio à decisão do clube de realizar treinos em meio à pandemia do novo coronavírus (covid-19), e mesmo com a proibição da Prefeitura do Rio de Janeiro para tais atividades.

O atacante Gabriel Barbosa, por exemplo, publicou em seu perfil no Instagram uma foto treinando com a seguinte mensagem: “Feliz em voltar fazer o que amo. Obrigado Flamengo por todos cuidados e responsabilidade nesse momento difícil. Mas, tenho certeza que vamos superar juntos”.

Quem também expressou seu apoio à decisão do Flamengo de retornar às atividades em campo foi o lateral Rafinha, que, também no Instagram, publicou: “Muito feliz em poder voltar a treinar com a segurança que o clube está proporcionando! Quero agradecer ao Flamengo pelos cuidados que está tendo com nós jogadores e nossos familiares”.

Impedimento de vistoria

Estas postagens foram feitas um dia após a Prefeitura do Rio informar que, na última quinta, “fiscais da Subsecretaria de Vigilância Sanitária estiveram [...] no Centro de Treinamento do Flamengo para conferir denúncia de descumprimento ao Decreto RIO 47.282/20, referente a normas de restrição de aglomeração, medida essencial ao enfrentamento da pandemia da covid-19”. Segundo a Prefeitura, os fiscais não tiveram a entrada no local liberada. O Flamengo informou que não foi multado. Apenas foi procurado pela Prefeitura para prestar esclarecimentos sobre o episódio de quinta-feira, envolvendo um representante da vigilância sanitária.

Reforço de proibição

Também na quinta, a secretária municipal de Saúde, Ana Beatriz Busch, reforçou a proibição de treinos durante entrevista: “Retorno ao treino, seja físico ou tático, ainda não está permitido, ao menos até o dia 25, quando a gente vai rediscutir as restrições”. “Mas nós temos certeza de que se o Flamengo [que é um grande parceiro do Rio de Janeiro] estiver fazendo algum tipo de atividade, ele vai voltar atrás e cumprir seu papel como formador de opinião. Imagina se nossos jovens virem o Flamengo treinando, eles vão querer sair de casa num momento em que isso ainda não é possível”, finalizou Beatriz Busch. (Agência Brasil)
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO