Timóteo adota mais rigor no uso de EPI's pelos servidores públicos

De acordo com Cristiano Nunes Freitas, gerente de Saúde Laboral, nesta segunda etapa, o uso dos EPI's passou a ser fiscalizado com mais rigor

Divulgação


A publicação do Decreto nº 5.288 de 9 de maio aumentou a fiscalização dos setores quanto ao uso de máscaras

O setor de Medicina e Segurança do Trabalho do governo de Timóteo tem orientado os servidores públicos sobre a importância do uso de Equipamentos de Segurança Individual (EPI) em todos os setores da administração municipal. Com a pandemia da covid-19, a exigência para o uso dos EPI´s junto aos servidores aumentou. Nas dependências da prefeitura, por exemplo, o uso de máscara passou a ser obrigatório.

Com a publicação do Decreto nº 5.288, de 9 de maio, que estabeleceu o uso obrigatório de máscaras, o setor de Medicina e Segurança do Trabalho reforçou a conscientização sobre as medidas de higiene preconizadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e Organização Mundial de Saúde (OMS) em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e na Secretaria de Obras, Serviços Urbanos, Habitação e Mobilidade. As máscaras protegem o trabalhador e as outras pessoas, dentro e fora do ambiente de trabalho, bloqueando partículas que podem ser emitidas pela tosse, espirros e mesmo pela fala.

De acordo com Cristiano Nunes Freitas, gerente de Saúde Laboral, nesta segunda etapa, o uso dos EPI's passou a ser fiscalizado com mais rigor. “Entendemos que há um incômodo natural no uso de máscaras e outros, mas é uma proteção para o trabalhador. É preciso saber colocar o item com as mãos higienizadas e tirá-lo longe de outras pessoas”. Os técnicos de Segurança do Trabalho e da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) estão visitando os diversos setores da prefeitura.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO