Usiminas divulga resultados do primeiro trimestre de 2020

Entre os principais destaques para o resultado consolidado do primeiro trimestre está o Ebitda recorde registrado pela Mineração Usiminas, de R$ 214 milhões; prejuízo líquido é de R$ 424 milhões

Divulgação


De janeiro a março, Ebitda Consolidado da Unidade de Siderurgia salta de R$ 184 milhões para R$ 370 milhões

A Usiminas apresentou nesta sexta-feira (22) os resultados referentes ao primeiro trimestre de 2020. A companhia encerrou o período com um Ebitda (Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) Ajustado Consolidado de R$ 569 milhões, uma alta de 17% quando comparado com o primeiro trimestre de 2019 e de 21% comparado com os últimos três meses do ano passado (4T19). A margem Ebitda Ajustado ficou em 15%, alta de 1 ponto percentual na relação com igual período de 2019 e de 3 pontos percentuais na comparação com o 4T19. Entre os principais destaques para o resultado consolidado do primeiro trimestre está o Ebitda recorde registrado pela Mineração Usiminas, de R$ 214 milhões.

No primeiro trimestre do ano, já com reflexos iniciais da pandemia da Covid-19, a companhia registrou lucro bruto de R$ 513 milhões. O prejuízo líquido foi de R$ 424 milhões, impactado, principalmente, pela variação cambial líquida de R$ 775 milhões negativos no 1T20, ante R$ 95 milhões positivos no 4T19.

Outro destaque do período foi o volume de vendas de aço pela unidade de Siderurgia, de 1.048 milhão de toneladas, alta de 4% no comparativo com o 4T19. Em relação aos investimentos, o Capex no período foi de R$ 182 milhões direcionados, especialmente, para ações de meio ambiente, segurança e manutenção. A projeção de investimento para o ano foi revisada para R$ 600 milhões, conforme Fato Relevante divulgado em 2 de abril.

Para o presidente da Usiminas, Sergio Leite, a empresa vinha numa trajetória positiva de resultados, contribuindo para o enfrentamento dos fortes impactos atuais e futuros da Covid-19. “Esses resultados nos posicionam de maneira mais forte para enfrentar esse momento tão complexo. Com as medidas que temos adotado, tenho confiança de que vamos vencer mais esse desafio e garantir a competitividade e sustentabilidade dos nossos negócios no médio e no longo prazo”, afirma.

Unidades de Negócio

Um dos destaques entre as áreas de negócio no primeiro trimestre foi a Mineração Usiminas. A unidade registrou uma elevação de 5,6% no volume de produção, que atingiu 2,2 milhões de toneladas no primeiro trimestre do ano, contra 2 milhões de toneladas produzidos no 4T19. A receita líquida, de R$ 581 milhões, se mostrou estável em relação ao 4T19, de R$ 575 milhões. O Ebitda Ajustado da unidade atingiu R$ 214 milhões, também estável em relação ao trimestre anterior, de R$ 209 milhões. A margem Ebitda Ajustado foi de 36,8% no 1T20, contra 36,4% no trimestre anterior.

Na siderurgia, a produção de aço bruto na Usina de Ipatinga atingiu 771 mil toneladas no primeiro trimestre do ano, inferior em 3,3% quando comparado ao último trimestre do ano passado. Com relação à produção de laminados houve uma variação positiva de 14% em comparação com o 4T19, totalizando 1,1 milhão de toneladas produzidas nas usinas de Ipatinga e Cubatão. Já as vendas alcançaram 1 milhão de toneladas, com alta de 3,8% em relação ao trimestre imediatamente anterior.

Ainda no primeiro trimestre de 2020, a unidade de Siderurgia contabilizou uma elevação de 100,8% no Ebitda Ajustado, que ficou em R$ 370 milhões, contra R$ 184 milhões no quarto trimestre do ano passado. A margem de Ebitda Ajustado da Siderurgia também registrou alta, de 5,4 pontos percentuais, passando de 6% no quarto trimestre de 2019 para 11,4% no primeiro trimestre deste ano.

Na Soluções Usiminas, empresa que atua na distribuição e processamento de aço, em função do menor volume de vendas, houve uma redução de 3,7% na receita líquida do primeiro trimestre do ano, que ficou em R$ 901 milhões. O Ebitda Ajustado no período foi de R$ 25 milhões, com uma redução de 28,2% quando comparado ao 4T19 (R$ 34 milhões). A margem de Ebitda Ajustado ficou em 2,7% no período (4T19: 3,6%).

A empresa de bens de capital sob encomenda, Usiminas Mecânica registrou receita líquida, de R$ 115 milhões, inferior em 8,7% em relação ao trimestre anterior (R$ 126 milhões), refletindo a estagnação desse setor no país. Nessa unidade de negócio, o Ebitda Ajustado do primeiro trimestre do ano ficou negativo em R$ 10 milhões, repetindo o mesmo resultado do trimestre anterior (4T19).

Enfrentamento à covid-19

A Usiminas informa que já investiu cerca de R$ 27 milhões em iniciativas diversas no enfrentamento ao novo coronavírus. Desde o início da pandemia, entre outras iniciativas, foram adquiridos novos respiradores mecânicos, instalados em um andar inteiro dedicado a pacientes do coronavírus no Hospital Márcio Cunha, de Ipatinga, adquiridos novos leitos de UTI e equipamentos diversos. Foram direcionados recursos também para ações como a doação de 40 toneladas de alimentos para comunidades socialmente vulneráveis, de 150 mil máscaras de proteção para colaboradores, familiares e comunidades e para a higienização de espaços públicos com grande circulação de pessoas em Ipatinga e Cubatão. A empresa informa que vem participando também de outras ações em parceria com entidades como o Senai, que vem liderando um programa de recuperação de respiradores mecânicos.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO