Dia da Luta Antimanicomial é lembrado no CAPS de Santana do Paraíso

O CAPS funciona na rua Gentil Pessoa, nº 145, Centro de Santana do Paraíso

Divulgação


CAPS oferece atividades terapêuticas a usuários

No Brasil, em 18 de maio é comemorado o Dia da Luta Antimanicomial. A data propõe reafirmar a luta pela conquista dos direitos das pessoas que sofrem com transtorno mental. Em virtude da pandemia do novo coronavírus, o Centro de Atenção Psicossocial de Santana do Paraíso (CAPS) não realizou nenhum evento para evitar aglomeração e preservar os servidores e usuários. Porém, para não deixar a data passar em branco, nesta terça-feira (19), profissionais gravaram vídeos falando sobre os trabalhos desenvolvidos com os usuários. O momento contou com a participação da prefeita Luzia de Melo e o secretário de Saúde, Délio de Freitas.

Trabalhos do CAPS

Diversas atividades terapêuticas são oferecidas pelo equipamento como: psicoterapia individual e grupal, acompanhamentos psiquiátricos, visita domiciliares, atividades de orientação e inclusão das famílias e oficinas terapêuticas. De acordo com o CAPS, semanalmente 25 usuários participam das oficinas de pintura, artesanato e outras.

Atendimentos

Para os atendimentos voltados à saúde mental, é necessário fazer o agendamento por telefone para evitar aglomerações. O telefone para contato é 3251 5149 e o horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, de 7h as 16h. Por semana, cerca de 50 pessoas são atendidas.

O CAPS funciona na rua Gentil Pessoa, nº 145, Centro de Santana do Paraíso.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO