19 de maio, de 2020 | 08:27

Polícia procura autor de incêndio em banca de revistas, em Timóteo

Homem teria sido visto ateando fogo em um colchão junto da estrutura da banca no Centro-Norte

Foto enviada ao Portal Diário do Aço
Os bombeiros gastaram cerca de 500 litros de água para apagar o incêndioOs bombeiros gastaram cerca de 500 litros de água para apagar o incêndio

Um homem, que seria morador de rua, é suspeito de ter sido o responsável por um incêndio ocorrido em uma banca de revistas na alameda 31 de Outubro, no Centro-Norte de Timóteo. O fogo foi debelado pelo Corpo de Bombeiros na noite desta segunda-feira (18). O suspeito é procurado pela Polícia Militar.

O sinistro ocorreu por volta das 22h30, conforme informou a Polícia Militar ao Diário do Aço. Os PMs deram apoio à equipe do Corpo de Bombeiros Militar para isolar a área durante o combate ao incêndio. O fogo se espalhou pela banca, que segundo os bombeiros, é do Grupo de Atividades Espíritas de Timóteo (GAET).

Os bombeiros utilizaram cerca de 500 litros de água para debelar as chamas que danificaram a estrutura da banca, os livros e material impresso espírita que eram vendidos no local. O fogo também danificou a rede elétrica e um ar condicionado de imóveis vizinhos à banca atingida pelo incêndio.

Enquanto os militares trabalhavam para apagar o incêndio, os PMs apuraram que um indivíduo, conhecido como “Paulinho”, teria ateado fogo em um colchão de outro morador de rua junto à banca. O dono deste colchão, que apresentava sinais de estar embriagado ou de ter feito uso de drogas ilícitas, revelou a situação para os policiais que tentaram localizar este suposto autor, sem sucesso.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário