Preso ladrão que atormentava comerciantes no Centro de Ipatinga

Seguidos arrombamentos a lojas fizeram aumentar reclamação de comerciantes; dois bandidos já foram apanhados em flagrante essa semana

Tiago Araújo


Lojistas do Centro de Ipatinga reclamam de seguidos arrombamentos

Nos dias anteriores comerciantes da área central de Ipatinga, em especial das ruas Ouro Preto e Diamantina reclamavam da ação de ladrões que promoviam seguidos arrombamentos nos estabelecimentos comerciais. Somente em uma loja o bandido furtou três vezes, duas num mesmo dia, conforme uma das lojistas, de 37 anos.

A ação do pilantra deixava indignados os lojistas, que protestavam nas mídias sociais e nos grupos de relacionamento dos lojistas. Reforço na segurança de portas eram feitos, mas os criminosos sempre “inovavam” nos arrombamentos.

Mas nessa quinta-feira a ação de um dos ladrões chegou ao fim. Por volta das 23h30 uma equipe da Polícia Militar foi acionada para atender a mais uma ocorrência de furto na rua Ouro Preto, onde um homem fora apanhado em flagrante e tentava fugir pulando muros e telhados das residências e lojas.

Procurado por equipes policiais, o ladrão foi localizado na área de uma clínica localizada na rua Uberlândia, escondido em meio a objetos em um cômodo nos fundos da clínica.

Ao perceber a presença dos policiais o ladrão tentou se desfazer de produtos subtraídos de mais uma loja que ele tinha atacado.

Com o autor confesso do furto foram apreendidas várias peças de roupas íntimas. Uma parte das mercadorias retiradas de uma loja foi abandonada pelos locais por onde o bandido passou. Telhados também foram danificados durante a fuga. Ele também teve cortes nas pernas e mãos, resultantes da escalada de muros e corrida sobre telhas galvanizadas.

A descoberta do ladrão se deu quando o alarme de uma loja disparou e o funcionário da empresa de monitoramento foi ao local e flagrou o indivíduo em ação. Ao perceber que tinha sido apanhado, tentou fugir. A PM foi chamada e deu início ao cerco, que resultou na prisão do homem.

O homem chegou a passar nome falso para a Polícia Militar, assim que foi capturado, mas depois acabou revelando sua verdadeira identidade. Ele tem 43 anos.

A mesma loja alvo do ladrão na noite de quinta-feira, também já tinha sido alvo de furto no dia anterior. A polícia acredita que foi o mesmo homem que praticou o furto no dia anterior. A proprietária tinha reforçado a porta do estabelecimento. O ladrão encontrou outra forma de entrar, por outro local.

Produtos apreendidos com um dos ladrões que atacaram loja na rua Diamantina; o outro criminoso fugiu com celulares

Outro caso

Na quarta-feira (13) outro suspeito de praticar furtos em lojas do centro de Ipatinga já tinha sido preso. Durante patrulhamento de rotina pela rua Diamantina, policiais militares perceberam quando um indivíduo saiu correndo ao avistar a viatura policial e iniciou fuga a pé. O suspeito foi abordado na rua Ouro Preto, quando foram encontrados com ele dois carregadores de celular e cinco cabos USB.

Os policiais constataram que o ladrão havia subtraído os produtos de uma loja de revenda de equipamentos eletrônicos e acessórios. O proprietário foi acionado e deu falta de alguns telefones celulares que se encontravam em manutenção.

O homem preso confessou que tinha praticado o furto na companhia de outro bandido, que foi devidamente identificado e ainda é procurado. Ele estaria com os telefones dos clientes da loja.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Cidadão 18 de maio, 2020 | 13:46
E o mais revoltante é que já são décadas vivendo assim, essa loucura sem fim, tendo que conviver com essa gente que é protegida pela justiça e por certos políticos desse país. Alguém se arriscaria a dizer como chegamos nesse ponto? Como fomos deixar o Brasil virar isso? Esse país desafia a lógica, dia após dia, a mesma coisa, e as leis não mudam. Essa tolerância já demonstrou ser apenas um incentivo a criminalidade, mas continuamos aqui parados, sem fazer nada. Sugiro que deem uma simples busca pela palavra "crime" aqui no Diário do Aço, que tem matérias arquivadas desde de 2007. A quantidade de crimes, só aqui na nossa região. Agora, contabilize o Brasil inteiro. Só sei de uma coisa, país que deixa a situação ficar assim só termina de uma maneira - guerra civil.
Bolsonaro 16 de maio, 2020 | 21:52
concordo com sr Leoncio, e acho que advogado so poderia defender vítimas e não bandidos e vagabundos. Esses era pra ser aplicados uma pena direta.
Leoncio Simoes 16 de maio, 2020 | 09:30
Vai ficar preso ums dias depois vai ser solto,a lei
Brasileira e cheia de brexas,I semper tem um advogado pra defender os bandidos
E so pagar.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO