Hospital Márcio Cunha faz alerta a pacientes e familiares sobre golpistas


A assessoria do Hospital Márcio Cunha alerta que criminosos estão se aproveitando da fragilidade e do momento delicado vivido por familiares e amigos de pacientes internados ou em tratamento nas unidades hospitalares, para conseguir dinheiro fácil, no chamado 'Golpe do hospital'. A nota é uma resposta à reportagem Golpe do Hospital dá prejuízo de R$ 2.980, publicada pelo Diário do Aço.

“O Hospital Márcio Cunha, administrado pela Fundação São Francisco Xavier (FSFX), braço social da Usiminas nas áreas de Saúde e Educação alerta a pacientes e acompanhantes para uma ação ilegal que vem acontecendo em grandes hospitais do país, amplamente noticiada na imprensa. Golpistas telefonam para o ramal do apartamento do paciente ou para a casa ou celular de algum parente e cobram honorários por serviços hospitalares, fazendo se passar por médicos ou outros representantes dos hospitais. O que leva o paciente ou o familiar a fazer um depósito em uma conta falsa da quantia pedida”, enfatiza em nota.

A abordagem geralmente é feita por pessoas que se passam por médicos, representantes do hospital ou de planos de saúde, fazendo cobrança indevida de serviços hospitalares. “Este tipo de golpista se aproveita do momento delicado que a pessoa está passando, cita nomes e a urgência de algum procedimento. Pressionados, os parentes podem acabar fazendo o pagamento e só depois se darão conta de que foram enganados”, afirma o Superintendente do Hospital Márcio Cunha, Dr. Bruno Ribeiro.

O Hospital Márcio Cunha tem realizado campanha interna para alertar sobre o “Golpe do Hospital” e orientando a todos para, em casos suspeitos, procurar imediatamente a equipe da assistência do hospital ou a equipe da segurança empresarial, mesmo quando não houver o pagamento da quantia solicitada.

Não caia nessa! Por isso, o Hospital Márcio Cunha informa:

Para pacientes do SUS

– Todo e qualquer atendimento feito por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) é gratuito, e isso inclui serviços de internação, medicamentos, entre outros.
– Nenhuma cobrança do Hospital e da Fundação São Francisco Xavier é realizada por meio de depósitos bancários, tampouco na conta de terceiros.
– Em caso de dúvidas, procure sempre a Supervisão de Enfermagem pessoalmente e oriente-se.

Para pacientes de Convênios

– Informações sobre pagamentos serão sempre tratadas pessoalmente no quarto do paciente ou nos Postos de Enfermagem, pela secretária ou pela equipe de enfermagem. Contudo, todo e qualquer pagamento somente deve ser efetuado pessoalmente pelo acompanhante ou paciente nos caixas do Hospital.
– As cobranças de atendimentos de planos de saúde são pagas diretamente ao Hospital Márcio Cunha, que posteriormente repassa ao plano.
– Nunca deposite pagamentos de atendimentos realizados no HMC em contas bancárias de terceiros, que se dizem representantes dos planos de saúde.

"O Hospital não repassa nenhuma informação sobre estado de saúde ou procedimentos com o paciente por telefone. Apenas pessoalmente. Em caso de dúvidas, procure sempre a Supervisão de Enfermagem pessoalmente e oriente-se, ou ligue para a Segurança Empresarial da FSFX, pelo telefone: (31) 3829-9354", conclui a nota.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO