Falso policial civil é preso por extorquir mecânico, em Iapu

Homem foi vítima de furto e o suspeito alegou que iria recuperar os objetos mediante pagamento

Arquivo


O caso foi registrado pela PM de Iapu

A extorsão praticada contra um mecânico de automóveis resultou na prisão de um falso policial civil na tarde de quarta-feira (13) na rua Horácio Cruz, bairro Jerusalém, em Iapu. W.G.C., de 44 anos, se apresentava como membro da Polícia Civil. Além dele foi preso A.M.F., de 74 anos, por auxiliar o falso policial na empreitada contra a vítima de 53 anos.

O mecânico contou aos policiais militares que no fim do ano de 2018, possuía uma oficina mecânica em Ipatinga. Na época, houve o furto de um veículo no local e ainda diversas ferramentas usadas em seu trabalho. Quase dois anos depois do crime, em abril passado, o aposentado A.M.F. apresentou ao dono da oficina o suposto policial civil e disse que ele iria achar os bens furtados.

W.G. disse que sabia o local onde estavam os objetos, mas precisava de dinheiro para conseguir recuperar o carro e as ferramentas. A vítima então realizou o pagamento de R$ 250 e depois transferiu mais R$ 533 para a conta bancária do suposto policial. No início deste mês, conta a vítima, o suposto policial esteve na residência do mecânico querendo mais R$ 180.

Com esta situação, o mecânico já desconfiava que se tratava de um golpe e disse que não faria mais qualquer tipo de pagamento e que não queria nenhum tipo de contato mais com o policial. Na tarde de quarta-feira, entretanto, os dois envolvidos ligaram para a vítima e disseram que iriam até a oficina em Iapu.

Vítima chamou a PM de Iapu

O mecânico ficou com medo do que poderia ocorrer e contou a situação para a Polícia Militar. As equipes ficaram nas proximidades da oficina até a chegada dos dois envolvidos, que foram abordados ao chegaram ao local. Com W.G. foram encontrados dois cartões de visita com a logomarca da Polícia Civil de Minas Gerais, possivelmente utilizado para se passar por policial.

Além dos cartões, os PMs recolheram o carro do falso policial que estava com a documentação atrasada e ele ainda não ter carteira de habilitação. Com o envolvido idoso, os policiais encontraram a quantia de R$ 1.356. O dinheiro, dois celulares recolhidos e os cartões de visita foram entregues na delegacia de Polícia Civil, com os dois detidos. A acusação de extorsão e falsidade ideológica ainda é apurada.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Curto e Franco 14 de maio, 2020 | 16:54
Safados e sem vergonhas , e tem bobo que cai na labia desses canalhas.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO