Mulher morre em acidente de bicicleta com caminhão, no Iguaçu

Vítima estava indo para o trabalho ao ser atingida pelo veículo de carga nesta terça-feria

Com atualizações às 10h11
Foto autorizada por leitora


Os policiais militares no entorno onde a vítima morreu

A Polícia Militar registrou na manhã de terça-feira um acidente fatal na avenida Brasil, próximo à rua Turmalina, no bairro Iguaçu, em Ipatinga. A diarista Tatiana Neves Costa Ribeiro, de 40 anos, morreu ao ser atingida por um caminhão. O motorista do veículo de carga alegou que a vítima fez a conversão junto e, devido a posição onde estava a ciclista, não conseguiu ver a mulher.

O sargento Reginaldo disse ao Diário do Aço que a vítima, moradora do bairro Jardim Panorama, se deslocava em uma bicicleta, possivelmente para o trabalho. Assim que o semáforo abriu, o motorista Marcos Antônio Saldanha, de 48 anos, arrancou o caminhão com destino a um supermercado.

Ele fez a conversão à direita, da rua Turmalina para a avenida Brasil, momento que alega não ter visto a ciclista na mesma direção. A mulher acabou desequilibrando e caindo no asfalto, quando foi atingida pela roda traseira do veículo de carga. "O motorista não viu a vítima, segundo ele, devido ao ponto cego do veículo", comentou o militar que deu apoio no atendimento da ocorrência do acidente de trânsito.

Assim que aconteceu o atropelamento, o motorista solicitou ajuda a populares para acionar o socorro, mas a mulher morreu antes de qualquer resgate. A perícia da Polícia Civil esteve no local e o corpo da ciclista foi encaminhado para o Instituto Médico-Legal (IML) de Ipatinga. Como é de praxe, em acidente com morte, o motorista foi apresentado à autoridade policial na delegacia de Polícia Civil.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Poliana Neves Costa Moreira 13 de maio, 2020 | 16:12
Nossa família está sem chão nossa ficha ainda não caiu mais Deus saber de todas as coisas muito obrigado a todos pelo apoio
Luzinalva, 13 de maio, 2020 | 06:23
Que Deus conforte a todos da família da Tatiana e de Tamben conforto ao motorista que com certeza ficará com isso na mente por muitos e muitos anos.
Eu 12 de maio, 2020 | 18:55
Como minha mãe fala "fique longe de caminhão e ônibus, esses motoristas não tem mãe, se acham donos de toda a pista".
Josué 12 de maio, 2020 | 18:00
Fernanda, estive no local minutos após o acidente e percebi a calma do motorista. Não estava desesperado e nem consternado, simplesmente estava frio em relação a trabalhadora morta por ele. Que Deus receba a Tatiana de braços abertos e console a todos os familiares.
Fernanda 12 de maio, 2020 | 15:51
Verdade rick falta de maldade o motorista deve está desesperado um trauma que fica Deus o conforte e conforte o coração dos familiares a dor da perda desa senhora só Jesus morte trágica coitada que o senhor a receba nos braços
Rick 12 de maio, 2020 | 10:34
Fatalidade e falta de maldade... Veículo de grande porte ao convergir saia do lado deles, principalmente quando a conversão se da para o lado direito (lado do carona), realmente perde a visão em alguns momentos.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO