Benefício Bolsa Merenda pode ser solicitado via aplicativo

MG App facilita acesso e consultas referentes ao auxílio que já beneficiou quase 75 mil alunos

A partir desta sexta-feira (8/5), a solicitação do Bolsa Merenda e demais dados sobre a concessão do benefício já pode ser feita a partir do MG App, aplicativo de serviços do Governo de Minas Gerais, acessado a partir de smartphones.

No app gratuito, disponível para download nas lojas virtuais dos sistemas Android e iOS, basta entrar na aba “Desenvolvimento Social” para navegar pelo Bolsa Merenda.

Auxílio

O auxílio, criado pelo Governo de Minas para ajudar as famílias nesse momento de dificuldades com a pandemia do novo coronavírus, é disponibilizado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), em parceria com o Ministério Público de MG (MPMG), e já beneficiou quase 75 mil alunos matriculados na rede estadual de ensino.

O tíquete de R$ 50 será pago por quatro meses e deve beneficiar, ao todo, cerca de 380 mil estudantes, cujos pais estejam inscritos no Cadastro Único.

Facilidade

“Adorei a ideia do Governo de Minas. Foi muito bom esse dinheiro, ajudou bastante, principalmente agora que estou desempregada”, afirma Fernanda Fernandes Elias, mãe do Kayky Pierre Fernandes Gabriel, que estuda na Escola Estadual Ana Chaves, no município de Campina Verde, no Triângulo Mineiro.

“Assim que consegui baixar o aplicativo do PagSeguro, paguei uma conta de água com o dinheiro e fiz uma compra em um mercadinho aqui perto de casa, usando o QR Code para pagar. Eu até ri, porque a dona da lojinha nem sabia que tinha essa opção. Fomos mexendo na maquininha até a gente conseguir passar”, conta.

Edionne Gomes Batista Silva, mãe de João Vítor, moradora de Uberlândia, também no Triângulo, considerou a ideia da Sedese muito importante. “Achei muito bom. Gastei o dinheiro comprando frutas, bolachas, essas coisas que as crianças gostam, principalmente agora que estão ficando mais tempo em casa em prevenção à pandemia e a todo momento estão querendo comer alguma coisa. Gastei em alimentação mesmo, mas achei uma ótima ajuda para a gente. O benefício ajudou demais a mim e a outras amigas. Foi uma iniciativa muito boa”, enfatiza.

“Esse dinheiro foi muito bem-vindo e veio em boa hora, pois ajudou na complementação alimentar dos meus filhos, a Daniela, que estuda na Escola Estadual Gregoriano Canedo, e o Cássio, que estuda na Escola Estadual Letícia Chaves”, garante Daiana Rosa Lima, que mora com a família em uma fazenda na divisa entre os municípios de Romaria e Monte Carmelo, no Alto Paranaíba.

Kátia de Souza Alves, mãe do Dione Gomes de Souza, que também estuda na Escola Ana Chaves, na cidade de Campina Verde, considera muito importante que outras iniciativas como o Bolsa Merenda sejam adotadas. “Foi uma grande ajuda. Com o recurso comprei lanches para o dia a dia do meu filho”, conta.

O benefício

Para ter acesso ao benefício, a família deve estar incluída na faixa de extrema pobreza, em que a renda per capita não ultrapasse R$ 89 mensais. Todos os filhos matriculados na rede estadual de ensino terão acesso ao benefício. Neste caso, em um núcleo familiar com quatro alunos matriculados na rede de ensino estadual, será fornecido um cartão único com o valor de R$ 200.

O responsável pela família inscrito no CadÚnico deve se cadastrar também no aplicativo PagBank, que fará a aprovação do benefício. A inscrição é muito simples, basta baixar o aplicativo PagSeguro PagBank , disponível no Google Play e App Store e realizar o cadastro.

Também é possível iniciar o cadastro pelo https://cadastro.pagseguro.uol.com.br/site, mas neste caso será necessário concluir a abertura da conta no aplicativo efetuando o envio dos documentos (foto do RG ou CNH e selfie segurando este documento).

Pagamento

O pagamento está sendo realizado desde abril e o prazo para recebimento são dois dias após a abertura do cadastro aprovado pela plataforma PagSeguro. Os cartões chegam à casa das famílias em um prazo máximo de 20 dias úteis após o cadastro aprovado.

Dos R$ 50 disponibilizados pela Sedese, R$ 30 são oriundos do Governo de Minas e os outros R$ 20 do Ministério Público. O recurso pode ser utilizado na aquisição de alimentos em supermercados, padarias, sacolões, feiras livres, lanchonetes e outros estabelecimentos.

Antes da chegada do cartão, qualquer estabelecimento pode aceitar o cartão via QR Code, desde que tenha uma máquina PagSeguro (Moderninha Pro, Moderninha X, Moderninha Plus e Moderninha Smart). Após a entrega do ‘documento de plástico’, qualquer loja que tenha a bandeira Visa pode concluir o recebimento pelos produtos.

Dinheiro a mais

Ao realizar o primeiro acesso ao Bolsa Merenda, o pai ou mãe inscrito no CadÚnico terá direito imediato a R$ 20 de cashback, um método de compra em que o consumidor recebe de volta parte do dinheiro utilizado na aquisição dos produtos. A iniciativa é paga pelo PagSeguro.

Também os pais ou responsáveis cadastrados que utilizarem o sistema de QR Code para pagar as compras terão cashback de 10% do valor pago, até o valor limite de R$ 30 mensais.

Confira abaixo como fazer o cadastro na plataforma PagSeguro;

1. Baixe o app PagBank e o acesse de seu celular;

2. Informe seus dados cadastrais;

3. Crie um PIN (Senha) e garanta mais segurança nas transações;

4. Para finalizar, envie a foto do RG ou CNH do titular da conta e uma selfie do mesmo segurando esse documento. Ambas as fotos tem que estar legíveis para validação;

5. O solicitante terá direito ao recebimento de um cartão da bandeira Visa.

Já publicado

Saiba quem tem direito a receber o Bolsa Merenda em Minas Gerais
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Elaine Aparecida Testes 24 de maio, 2020 | 16:06
Como faço para querer o dinheiro do mês de abril.pq consegui fazer o cartão agora em maio?
Edriana Rosa Moura do Nascimento 14 de maio, 2020 | 20:52
Não tenho bolsa família nem cadastro único porque minha filha não tem direitos sendo que a necessidade é de todo ela estudar em escola estadual e toma merenda também
Helen Mercês de Araújo 12 de maio, 2020 | 08:12
E as famílias q não possuem o assesso a Internet?
Como ficam a situação delas?
Fabiana Alves 11 de maio, 2020 | 21:29
Tenho dois filhos que estuda eu tbm faço EJA só caiu 50 reais não entendi tem algum número que consigo falar pra resolver???
Marisa de Fátima Oliveira da Silva 10 de maio, 2020 | 17:05
Boa tarde tenho dois filhos que estudao ,e estou cadastrada na bolsa família e me falaram que meus filhos não tem direito.
Preciso que me explicao isso que não entendi obrigada.
Aparecida Silva 10 de maio, 2020 | 07:14
Q

Uma observação os alunos que estuda nas escolas estadual todos tem que receber , porque todos tem direito a merenda támbem né, eu tenho cadastro unico e a minha filha não tem direito de receber esse auxílio da merenda
Jorgilene de Oliveira 10 de maio, 2020 | 02:03
Eu tenho dois filhos na escola estadual baixei o aplicativo deu certinho mas na hora de receber eu só recebi de um filho só gostaria de saber porque eu não peguei dos dois?
Fabelina Raimunda dos Santos 09 de maio, 2020 | 23:59
Até hoje eu espero esse auxílio merenda
Perpetua Pinto 09 de maio, 2020 | 21:43
Muito boa a iniciativa mas injusta pois todos os alunos tinham que ter direito, pois a merenda é direito de todos e como estão em casa os gastos são maiores, tem muitas famílias que não tem bolsa família mas a renda é baixa.
Patrícia Miguel dos Santos 09 de maio, 2020 | 17:45
Boa noite tenho 2 filhos ,vfiz o cartão de 100 foi com sucesso mas o colégio do meu filho falou que eu não tenho direito
Elaine da Silva 09 de maio, 2020 | 16:36
A minha filha estuda em escola Estadual e uma na Municipal n estou conseguindo fazer o cadastro e estou desempregada e sei q elas tem direito
Valeria Fernandes Viana 09 de maio, 2020 | 10:26
Bom dia meu nome e valeria fernandes viana tenho um gilho na red estadual e estou no cadasyro unico e estamos pasando dificudade o unico ganhame e do meu esposo que teve3 avc e temos 2 filhos de menor o meu esposo depende de mim para tudo e com isto nao tenho oitro meio
Adriana de Oliveira Gonçalves 09 de maio, 2020 | 07:22
Eu tenho 3 filhos que estuda e só recebi 100 reais
Fabiola Karolina Silva do Carmo 09 de maio, 2020 | 06:56
Gostaria de saber porque só os alunos da escola estadual tem direito a receber? Porque tenho uma filha de 4 anos que estuda na Municipal e passamos aperto também dentro de casa ,meu marido e eu estamos desempregados,o direito tinha que ser pra todos que estudam.
Maria da Conceição 09 de maio, 2020 | 06:49
Gostaria de saber se meu filho tem direito ao benefício
Elizabeth Cambraia Araújo Moura 09 de maio, 2020 | 06:27
Nao consigo completamenta essa conta porque nao chega o contigo de email pra eu hapilitar pois coloquei pra tira foto depois pois nao estava conseguindo tira a foto ALGUÉM poderia me Ajudar pf
Josiane Lopes de Souza 08 de maio, 2020 | 23:01
Boa noite eu gostaria de saber se meu filho tem direito de receber merenda em casa porque eu tenho dois filhos quê estudar no rede estadual e desde abril não caiu nenhum dinheiro eu eu recebo bolsa família eu sou do cadastro único meu nome é Josiane
Dayane Milene Cordeiro 08 de maio, 2020 | 22:02
Sou beneficiária do bolsa família em extrema pobreza meus filhos estudam na escola estadual e no cadastro da falando q eu não tenho direito Pq ?

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO