Em tempos de pandemia, Sebrae Minas estimula comércio local

O movimento incentiva que em tempos de Covid-19 é importante se cuidar e ficar em casa e que, no momento de compra, os consumidores optem por adquirir produtos dos pequenos negócios

Divulgação


Pequeno empreendedor deve ser valorizado no momento de crise, aponta campanha do Sebrae

A crise provocada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19) trouxe um momento de instabilidade, tanto para a saúde quanto para a economia. Para apoiar e orientar os pequenos negócios no atual cenário, o Sebrae Minas resgatou a campanha “Compre do Pequeno”, iniciativa criada em 2015.

O movimento incentiva que em tempos de Covid-19 é importante se cuidar e ficar em casa e que, no momento de compra, os consumidores optem por adquirir produtos dos pequenos negócios. A campanha ajuda a manter a população mais próxima de casa e também contribui para que os pequenos empreendimentos fiquem mais sustentáveis, protegendo empregos e estimulando a economia local.

Vendas on-line

Leonardo de Oliveira Pereira empreende no ramo da panificação há cinco anos em Timóteo. Atento à importância de buscar o crescimento do seu negócio, cinco meses atrás decidiu comercializar pães, bolos e até mesmo o cafezinho vendido na loja física num aplicativo de vendas por delivery.

A chegada da crise fez com que a primeira padaria on-line da região se tornasse uma ponte para atender os clientes que estão em casa. O resultado: um crescimento de 400% nas vendas on-line, já nos três primeiros dias de isolamento social.

“Diante deste cenário de instabilidade econômica, logo recorri às ferramentas que eu tinha para impulsionar o meu negócio. É importante que a população privilegie o comércio de bairro. Essa campanha do Sebrae é um estímulo indispensável para o momento que estamos vivendo. Comprar do pequeno faz a economia girar”, destacou Leonardo.

Comércio local

Para o analista do Sebrae Minas Feliphe da Costa, os negócios locais são o combustível de toda a economia. Promover esse tipo de consumo gera ganhos para toda a região, pois ajuda a estabelecer um comércio mais justo, desde o pequeno agricultor até o restaurante da esquina, criando mais empregos e melhor distribuição de renda.

“A população da região do Vale do Aço tem que estar cada vez mais integrada nessa corrente para possibilitar a manutenção dos negócios, principalmente, neste momento muito conturbado e sem precedentes. O movimento ‘Compre do Pequeno’ faz parte da essência do Sebrae e esperamos que toda a comunidade abrace essa ideia”, enfatizou.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO