Coronel Fabriciano implanta barreira sanitária na rodoviária contra o Coronavírus

No momento do desembarque, o passageiro é entrevistado para preenchimento de um formulário

Divulgação


Quem chega ao município recebe orientações de profissionais da Secretaria de Governança da Saúde

A Secretaria de Governança da Saúde de Coronel Fabriciano implantou no início desta semana a barreira sanitária contra o novo coronavírus (Covid-19) na rodoviária da cidade. Uma equipe de 15 pessoas capacitadas se reveza em três turnos para receber e orientar os viajantes que chegam de fora, explica o Executivo municipal.

No momento do desembarque, o passageiro é entrevistado para preenchimento de um formulário com nome, idade, profissão, origem e destino. O cidadão informa ainda o motivo da viagem, onde irá hospedar na cidade, com quem vai conviver e se apresenta algum sintoma gripal.

Serviços

O entrevistador também repassa orientações sobre a Covid-19 ao viajante e informa como a cidade está estruturada para atendê-lo em caso de suspeita da doença, como a Unidade de Referência Coronavírus, na rua Alberto Scharlet, 135 e o Hospital Dr. José Maria Morais.

O município oferece ainda o serviço de Teleorientação por WhatsApp: (31) 99674-7263, em que o paciente pode se consultar por meio digital com profissionais médicos e enfermeiros do outro lado da linha e ser orientado a procurar o serviço mais adequado, conforme os sintomas que estiver apresentando.

Medida

Para secretária de Governança da Saúde, Kátia Barbalho Costa, a ação direcionada à rodoviária é preventiva. “A barreira sanitária é mais uma medida que adotamos em Coronel Fabriciano para proteger o nosso cidadão e resguardar aos que chegam. Muitas vezes a pessoa vem e não sabe a quem se dirigir caso adoeça. Estamos informando e vigiando para que o cidadão também não tenha um comportamento de risco”.

Segundo a secretária, o Comitê Gestor de Crise atua em todos as frentes para conter o coronavírus na cidade e tem agido com rigor no monitoramento de pessoas que chegam de fora. Na última semana, três casais que vieram do exterior foram visitados em casa e orientados a guardar a quarentena. “A população está de olho e denuncia quem tem comportamento inadequado. Se a pessoa veio de uma área endêmica não pode chegar aqui e passear pela cidade antes de guardar a quarentena. Isso coloca em risco a saúde dos outros”, completou Kátia.

As denúncias em Coronel Fabriciano podem ser feitas por meio do aplicativo E-ouve, disponível para todos os aparelhos. O denunciante tem a identidade preservada, garante o governo municipal.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO