Costureiras voluntárias produzem máscaras para Ipatinga

Além das voluntárias, há quatro empresas do município que estão ajudando com o fornecimento de materiais e mão de obra

Divulgação


Somente neste mês, a expectativa é de que sejam produzidas cerca de 12 mil máscaras

Diante da escassez de máscaras de proteção para profissionais de saúde no Brasil e no mundo, assim como para pacientes assistidos, por causa da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), costureiras voluntárias em Ipatinga se dispuseram a ajudar com a mão de obra para confecção deste material, atendendo ao chamado do poder público municipal. Somente até esta terça-feira (7), 139 profissionais já haviam aderido à campanha, cadastrando-se para o serviço solidário, informou o Executivo municipal. Somente neste mês, a expectativa é de que sejam produzidas cerca de 12 mil máscaras.

Além das voluntárias, há quatro empresas do município que estão ajudando com o fornecimento de materiais e mão de obra.

Desde os primeiros dias em que foi feito o apelo em busca de voluntários para a confecção das máscaras, a linha telefônica colocada à disposição dos interessados (3828-5649) ficou congestionada, tamanha a procura para contribuir. As máscaras são produzidas com TNT gramatura 60, linha e elástico.

Matéria-prima

A falta de matéria-prima tem sido um dificultador para o andamento dos trabalhos das voluntárias. A Secretaria de Saúde informa que das 139 costureiras cadastradas, 35 ainda dependem de materiais para o trabalho. As diretorias das unidades prisionais da região também colocaram à disposição do município a mão de obra dos detentos para confecção das máscaras. Porém, por falta de insumos elas ainda não puderam iniciar o serviço, explicou o governo municipal.

As doações de insumos podem ser feitas em ligações para o mesmo telefone: (3828-5649).

Nesta terça-feira, o prefeito Nardyello Rocha agradeceu, em nome da administração municipal, a presteza de todos que se dispuseram a ajudar. “Nosso muito obrigado a todas essas pessoas que neste momento tão difícil se dispuseram a ajudar com a confecção de máscaras. Ainda, temos que agradecer às unidades prisionais que também se colocaram à disposição para participar da confecção e, por fim, aos profissionais da saúde que estão na linha de frente no combate ao vírus mesmo com todas as limitações estruturais. Lamentamos que o Governo Federal e também o Estadual não estejam enviando a quantidade necessária de EPI’s, o que seria de grande valia para nosso município avançar ainda mais na luta contra o Coronavírus”, concluiu.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Bolsonaro 07 de abril, 2020 | 20:19
Uma grande vantagem nessa fase de nossas vidas são aqueles que não eram vistos pela sociedade hoje viraram heróis.
PARABÉNS AS ENFERMEIRAS, A TURMA DOS SERVIÇOS GERAIS, GARIS, MOTORISTAS, COSTUREIRAS, MOTOBOYS, PESSOAL DAS FARMÁCIAS E SUPERMERCADOS.
Se eu esqueci de alguém me lembrem.......

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO