Férias de servidores da Educação são antecipadas em Fabriciano

O objetivo é garantir os empregos dos cerca de 1.200 servidores públicos da Educação, inclusive dos contratados, durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), aponta o Executivo

Divulgação


Decisão foi tomada após reunião entre representantes do Executivo e das escolas municipais

A Secretaria de Governança Educacional de Coronel Fabriciano, juntamente aos diretores das escolas municipais, decidiu antecipar as férias dos servidores da Educação previstas para julho de 2020 e janeiro de 2021 para abril – do dia 1º ao dia 30 deste mês. Os servidores receberão o pagamento integral das férias por meio de uma folha complementar que será paga semana que vem, informou o governo municipal.

A decisão foi acertada em reunião nessa quarta-feira (1). O objetivo é garantir os empregos dos cerca de 1.200 servidores públicos da Educação, inclusive dos contratados, durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), aponta o Executivo. Em Fabriciano, as aulas estão suspensas desde o dia 17 de março. A Medida Provisória do Governo Federal, publicada nessa quarta-feira, autoriza as escolas a reduzir o período de 200 dias letivos. Mas o município acredita que poderá cumprir o calendário previsto. “Nós reunimos todos os diretores e em comum acordo chegamos à conclusão de que levando em consideração a curva de ascensão da doença a gente vai contribuir com o controle da pandemia e proteger a nossa população”, disse Carlos Alberto Serra Negra, secretário de Educação.

Ainda conforme o secretário, o município irá disponibilizar atividades complementares para os alunos, baseadas no que já foi ensinado, por meio de uma plataforma digital do Sistema Aprende Brasil.

Contratados serão mantidos

Em reunião realizada nesta quinta-feira (2), a administração municipal assegurou a manutenção dos contratos dos 318 servidores da Educação. Eles terão suas férias antecipadas e receberão o pagamento integral do benefício, por meio de folha complementar, assim com os concursados e efetivos da pasta. A garantia foi dada ao Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público de Coronel Fabriciano (SINTMCELF) pelos secretários Carlos Alberto Serra Negra (Educação) e Denner Franco (Jurídico).

“Houve um consenso com a atual administração e buscamos soluções jurídicas para manter os contratados. Portanto, não haverá demissões”, completa Sirlene Vaz, presidente do Sintmcelf.

Concurso público

A secretaria anunciou ainda que o concurso público, cujas inscrições iniciaram em março, foi prorrogado por 60 dias. As inscrições, que terminariam em 9 de abril, poderão ser feitas até 9 de junho. As provas ocorrerão em julho. São oferecidas 66 vagas para a área de Educação, com cargos de níveis técnico/médio e superior. O edital está disponível na página da empresa responsável pelo concurso: www.ibgpconcursos.com.br.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO