Em Coronel Fabriciano, paciente infectada com coronavírus está curada

De acordo com o boletim epidemiológico de Fabriciano desta terça-feira (31), são 191 casos em investigação, 88 casos descartados, 1 confirmado e 1 descartado

Reprodução


O anúncio foi feito pelo prefeito Marcos Vinícius, nas mídias sociais

A primeira paciente infectada com o novo coronavírus (Covid-19) em Coronel Fabriciano está curada. O anúncio foi feito nas mídias sociais pelo chefe do Executivo, Marcos Vinícius, junto ao secretário municipal de Saúde, Ricardo Cacau e a médica infectologista Carmelinda Lobato. A paciente é uma mulher de 32 anos, residente da Europa, mas que estava passando uns dias na casa de familiares na cidade do Vale do Aço quando testou positivo.

Conforme a médica Carmelinda Lobato, não é preciso fazer outro exame para ter certeza de que esta paciente, ou qualquer outra vítima da doença, esteja curada do coronavírus. “Como ela não tem mais sintomas da Covid-19 significa que já desenvolveu imunidade, portanto, não corre o risco de transmitir para mais ninguém a doença e não será contaminada outra vez”, afirmou.

Único caso

De acordo com o boletim epidemiológico de Fabriciano desta terça-feira (31), são 191 casos em investigação, 88 casos descartados, 1 confirmado e 1 descartado. Diante disso, Carmelinda Lobato destacou que a situação está um pouco mais confortável em relação ao coronavírus, devido ao município ter cerca de 50% dos casos suspeitos já descartados.

“Isso nos traz uma segurança de que, provavelmente, ainda não há uma circulação sustentada de coronavírus na cidade. No entanto, nesse momento é importante evitar aglomeração, os idosos devem ficar em casa, assim como os doentes, e é possível flexibilizar as atividades do comércio. Se for analisar, Coronel Fabriciano deve ser uma das cidades do estado com mais casos descartados”, destacou a médica.

Imunidade

Já o prefeito Marcos Vinícius alertou que os casos descartados no município não estão imunes ao coronavírus. “Esses indivíduos podem adoecer ainda. É importante dizer isso. Não é só porque o paciente ficou em quarentena e foi descartada a suspeita que está imune. Nesse caso, ele pode ter tido um resfriado. Vale destacar também que Coronel Fabriciano ainda terá um pico de casos confirmados, e caso isso ocorra, vou ter que isolar a cidade de novo”, pontuou.

Entenda

A Vigilância Epidemiológica de Coronel Fabriciano confirmou, no dia 15 deste mês, o primeiro caso positivo de coronavírus. Trata-se de uma paciente de 32 anos, residente na Europa e que veio para a casa da família em Fabriciano. Após ser comunicada sobre o caso, a equipe da Secretaria de Governança da Saúde, formada por um médico, uma enfermeira da Atenção Básica e uma enfermeira da Vigilância Epidemiológica, esteve na residência da paciente e comunicou o resultado oficial do laboratório.

Durante a visita, a paciente e os familiares receberam todas as informações sobre os cuidados necessários. Segundo a Vigilância Epidemiológica, a paciente começou a sentir os sintomas da doença no dia 11 de março e foi atendida no dia 13 no Hospital Márcio Cunha, em Ipatinga. Após o atendimento ela foi encaminhada para casa, com o quadro de saúde estável, ficou em isolamento domiciliar e não transmitiu, até então, a doença para seus familiares.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO