Atlético vai reduzir salários em 25%

Redução salarial de 25% vai continuar enquanto perdurarem os efeitos da pandemia da Covid-19

Atualizado às 15:04 30/03
Neste domingo, o Atlético anunciou a redução de 25% do valor dos salários de jogadores, comissão técnica e diretoria. Em comunicado oficial, o clube justificou a medida em função da paralisação de todos os campeonatos envolvendo equipes do futebol brasileiro, em decorrência da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Os ajustes se estenderão, de acordo com a nota oficial publicada no site do clube, "pelo período em que perdurarem os efeitos da pandemia”.
O comunicado ainda explica que os funcionários que recebam menos de R$ 5 mil não terão qualquer corte "em respeito ao mínimo existencial daqueles que mais necessitam".

A decisão da diretoria do Galo foi tomada após a falta de acordo entre os clubes e os jogadores. A proposta enviada pelo clube na semana passada para um acordo coletivo dizia respeito à redução salarial de 25% até que as atividades fossem normalizadas, e concessão de 20 dias de férias a partir do dia 1° de abril. Tal proposta, no entanto, foi rejeitada por atletas e sindicatos. Como não houve um acerto geral, os presidentes dos clubes se reuniram e definiram que as negociações deveriam ocorrer individualmente com os jogadores. Em relação às férias, os clubes acionaram a Medida Provisória 927, que flexibiliza as leis trabalhistas neste momento de pandemia da Covid-19, concedendo o direito previsto pela Constituição Federal.

Como será

Em entrevista à rádio 98FM, o presidente Sérgio Sette Câmara explicou como será feita a redução nos salários. "Vou te dar um exemplo, a pessoa ganha R$ 6 mil, então o R$ 5 mil não mexe. O R$ 1 mil que ele ganha a mais vai sofrer uma redução de 25%".

"O que o Galo vai fazer em relação a todos os funcionários? Mês de março, CLT, estamos em dia com o pagamento de salário, mês de março, CLT, vamos pagar normalmente. A imagem, que vence dia 20, nós vamos pagar também integralmente, e as férias, que foram dadas aos jogadores de 20 dias, também serão pagas integralmente. Essas não têm desconto, a partir do dia 21 que essa regra começa a valer", destacou o presidente, afirmando que 77% dos funcionários não sofrerão redução.

Sette Câmara ainda deixou claro que quem estiver insatisfeito com a redução pode comunicar a ele, para que seja feito o desligamento do clube. "Infelizmente, nós vamos ter que fazer alguns ajustes também na nossa folha com algumas pequenas demissões. Não tem jeito, a gente tem que ajustar, e essa medida foi muito estudada, pensada, discutida com pessoas de alto nível".

Barcelona reduz 70%

Já na Espanha, o Barcelona vai cortar 70% dos salários dos jogadores até que o futebol espanhol volte à normalidade. O anúncio foi feito pelas mídias sociais pelo argentino Lionel Messi. Além disso, ele contou que os atletas vão colaborar com os salários dos funcionários do clube para que recebam sem qualquer desconto.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO