Pietro Fittipaldi será piloto reserva na Fórmula 1

O Brasil não tem um representante no grid da categoria desde o fim de 2017, quando Felipe Massa deixou a Williams

Divulgação


Neto do bicampeão mundial Emerson Fittipaldi já pode correr na principal categoria do automobilismo

O brasileiro Pietro Fittipaldi, neto do bicampeão mundial Emerson Fittipaldi, assinou contrato para ser piloto reserva da equipe Haas na Fórmula 1. Com isso, caso os titulares Romain Grosjean e Kevin Magnussen não possam correr, ele assume o volante na principal categoria do automobilismo.

A equipe americana está na Fórmula 1 desde 2016, e Pietro é integrante do time desde o fim de 2018, quando passou a atuar como piloto de testes. No período, Fittipaldi realizou sete sessões de treinamentos e percorreu mais de 2.000 km.

Caso venha a correr, Pietro será o quarto integrante da família Fittipaldi a competir na Fórmula 1. Até hoje, nenhuma família teve quatro representantes na história da categoria. Além de Emerson, bicampeão mundial em 1972 e 1974, também disputaram corridas o tio-avô Wilsinho (1972 a 1975) e o filho dele Christian (1992 a 1994).

Pietro Fittipaldi é o segundo brasileiro a assinar contrato de reserva na Fórmula 1. Além dele, o mineiro Sérgio Sette Câmara é terceiro piloto das equipes RBR e Alpha Tauri, também podendo ser chamado para correr caso as equipes lhe solicitem. O Brasil não tem um representante no grid da categoria desde o fim de 2017, quando Felipe Massa deixou a Williams.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO