Sebastião Guedes troca PT por PMN

Wôlmer Ezequiel


Guedes estava em seu quinto mandato pelo Partido dos Trabalhadores

O vereador de Ipatinga Sebastião Ferreira Guedes está de saída do PT. Após cinco mandatos pela legenda, o parlamentar entregou um pedido de desfiliação na quinta-feira (26), destinado ao presidente petista no município, Antônio Raimundo, alegando motivos de ordem pessoal. Guedes passa a integrar agora a lista do PMN na cidade e, conforme janela partidária, não sofrerá nenhuma punição pela mudança.

Em conversa com o Diário do Aço, Guedes afirmou ter perdido espaço dentro do PT, a partir do momento em que tomou a decisão de defender a cidade e assumir a liderança do governo na Câmara. “Passei a ser perseguido, sem nenhum motivo e quando assumi a liderança pensando na cidade, porque passava e ainda passa por dificuldades, abriram um processo contra mim. Vinha sofrendo essa perseguição e chegaram a me dar uma suspensão de 90 dias. Em razão disso, não tinha mais espaço. Sinto que fui perseguido por assumir essa postura. Esse foi o motivo”, relatou.
Para as eleições do mês de outubro, Guedes adianta que o PMN estará ao lado do Cidadania, partido do prefeito Nardyello Rocha. “Disputarei a eleição para vereador novamente, nosso compromisso é com a cidade de Ipatinga e o prefeito Nardyello tem demonstrado competência e garra. Acreditamos em seu projeto e vamos estar coligados, em seu palanque, e ajudando no que pudermos”, assegurou.

Presidência

O presidente Antônio Raimundo confirmou a suspensão imposta a Guedes e ponderou que o vereador firmou aliança com partidos com os quais o PT não caminha e que estão na contramão do que o Partido dos Trabalhadores acredita.
“Ele nunca foi perseguido no partido, teve espaço aberto, mas descumpriu com o estatuto. Para 2020 nossa chapa de vereadores está praticamente completa e vem forte. Se tudo correr bem, podemos eleger seis vereadores. temos nomes de peso e de lideranças comunitárias e religiosas. Estamos otimistas”, vislumbrou.

Além de Guedes, os ex-vereadores Dário Teixeira e Carlos Lima deixam o PT. Apesar de estar no Cidadania, Lima ainda não havia desfiliado formalmente, conforme explicou Antônio Raimundo.

Janela

Desde o dia 5, os vereadores que pretendem disputar a reeleição ou o cargo de prefeito podem mudar de partido sem nenhuma punição da legenda. O prazo da chamada janela partidária termina no dia 3 de abril, seis meses antes do pleito, que ocorre no dia 4 de outubro.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Juninho 28 de março, 2020 | 15:31
O vereador Guedes já era pra estar representando Ipatinga na câmara dos deputados. O PT já era mesmo. Deixei o PT de lado.
Aqui é Eu !!! 27 de março, 2020 | 16:06
Trocou, 6 por meia dúzia !!!!

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO