Comércio de Fabriciano será reaberto na segunda-feira

Arquivo DA


Estabelecimentos poderão voltar a funcionar com as condicionantes impostas pela administração municipal

Obedecendo a uma série de condicionantes, as lojas comerciais de Coronel Fabriciano serão reabertas na próxima segunda-feira (30). A informação surgiu no fim da tarde desta quinta-feira (26), pela qual a administração municipal irá flexibilizar o Decreto de Calamidade Pública 7186/2020, que no seu bojo também determina o fechamento de estabelecimentos comerciais varejistas e atacadistas. Alguns segmentos irão funcionar entre 8h e 13h e outros de 13h as 18h. Haverá restrição de número de pessoas dentro das lojas, de acordo com o espaço físico das mesmas, e também revezamento de funcionários. Igrejas também poderão receber fiéis para cultos e celebrações, igualmente obedecendo a regras específicas. O teor das modificações no Decreto deverá ser conhecido ainda nesta sexta-feira (27), de acordo com fontes ligadas ao governo de Coronel Fabriciano.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Major 06 de abril, 2020 | 23:14
"Sou autônomo estou trabalhando,boa parte do brasileiro adora ganhar dinheiro atoa,a quarentena ta mais parecendo uma festa,ferias,so vejo comemoração o maior vírus esta na política e nos brasileiros que deveriam tratar o assunto com mais serenidade. Só Deus para ter misericordia
Simone Nascimento 01 de abril, 2020 | 13:29
O comercio nos bairros do Rio esta tudo aberto meu amigo Matheus fisioterapeuta de Ipatinga esta trabalhando normalmente e ganhando muito dinheiro parabens ao prefeito por nao ter entrado na guerra politica com o mito o povo de minas e muito trabalhador as contas vao chegar quem vai pagar e a comida mito 2022 Agmarcarioca
Helio 29 de março, 2020 | 09:13
Acho que tinha que tudo ,a Cemig ,Copasa , internet, supermercado , padaria etc qual a diferença desses funcionários para os outros , esses podem ser contaminados ou eles são imunis
Grilo 28 de março, 2020 | 08:38
Nos comentarios se falam em guerra e que na mesma, morre se soldados. Que nao seja os filhos, as maes de quem estao falando. Na tv fala que os hospitais estao preparados para pandemia. Nunca teve pra doencas comuns, imagina para milhares de uma vez só. Se cuidem pra que o soldado nao sejam voces.
Fernanda 27 de março, 2020 | 22:45
Lamentável!
Elisângela Guimarães 27 de março, 2020 | 22:20
já que o intuito da quarentena é preservar a saúde,acho que deviam proibir a venda de bebida alcoólica e cigarros,
tem muita gente que nem sequer faz a devida higienização da casa e não quer voltar ao trabalho com medo do vírus,mas fazer churrasco,beber e fumar,também mata,mas trabalho não mata ninguém,mas sim a falta de respeito pelos outros,se as pessoas tivessem a consciência de que não devem em caso de estar com os sintomas ficar passeando por aí,não precisavam se preocupar se vão morrer com a doença ou não.Morrer todos nós vamos de uma forma ou de outra,preservemos nossos idosos e doentes crônicos não só do vírus os mantendo em casa,bora trabalhar antes que os deixemos morrer de fome,porque logo não teremos emprego nem pra cuidar deles e nem de nós mesmos.
Vamos Trabalhar 27 de março, 2020 | 16:58
Não era nem pra ter parado o que mais mim impressiona é que os que não quer volte são só funcionário público ou receber benefícios do governo aí fica fácil não tem oque se preocupar do dinheiro vai cair na conta agora o trabalhador que pode a qualquer momento perde seu emprego nem dessas pessoas que estão falando pra não.voltar vai lá ajudar vai O IPTU tá vencendo 7 de abril o prefeito abre mão dele não né em vamos trabalha e tomar o devido cuidado e outra a quarentena que vi foi de churrasco e bebedeira em muitos casas no vale do aço fique bem claro que não são todas as casas mais foi muitas fica a dica vamos trabalha ....
Marcos Guimarães 27 de março, 2020 | 16:07
"Quarentena não é férias, vai trabalhar, ou você é vagabundo?"

Sim, a palavra de ordem é esta! Em 2016 no Governo Dilma, a H1N1 foi culpada por 1774 mortes no Brasil, acaso tivemos quarentena por causa dela? Aprendam a usar o Google como ferramenta para pesquisa e deixem o ENGANO e a PREGUIÇA de lado, eu naõ pude fazer quarentena e estou trabalhando enquanto um bando de gente saudavel faz churrasco e poe musica alta!!!! Pronto , falei!
As pessoas estão fazendo caminhadas, exigem padaria, supermercado, farmacia, posto de gasolina e hospital em operação, etc! somos diferentes de vocês?
Dos mortos no momento, cada brasileiro tem uma chance a cada 200mil de morrer de corona virus, e em Fabriciano, Timoteo e Santana do Paraiso a chance de figurara como suspeito é uma para cada mil pessoas, sem contar que a forma grave da doença entre manifestar e matar leva 8 dias.
Já temos quarentena demais!!!
Desliguem a TV , deixem crianças e velhos bem cuidados e vamos por a mão na massa!
Tem gente passando necessidade nas ruas sabia?
e te garanto colega, quem mora na rua não tem quarentena de armário cheio.
Tamara Anselmo 27 de março, 2020 | 15:34
E+polícia pra tirar trabalhador da rua aparece aos montes nunca vi tanta viatura agora para prevenção ou evitar q o mal se espalhe não se v os mesmos na rua com frequência...acaba com a palhaçada e dx o povo viver.
Tamara Anselmo 27 de março, 2020 | 15:21
Até que enfim apareceu alguém pra tomar uma atitude após tantas medidas ridículas e sem nexo qum tem sua estabilidade financeira fica em casa mesmo c depositar dinheiro na conta de qm tem f ir atrás do seu ou na minha até eu fico em casa... gostei de qm dic q votou no Bolsonaro se arrependeu e assumiu diferente de mtos hipócrita q bm votaram e não sustentam seu erro.
Tomás Thurbain 27 de março, 2020 | 15:19
Tem que abrir sim. Principalmente a Hilda Furacão, senão como fico sem entretenimento. Tadinha das moças, prefeito está correto.
Sônia Maria da Silva 27 de março, 2020 | 15:04
Eu não entro em nenhum.
Luiz 27 de março, 2020 | 14:56
essa decisão não é tomada sozinho Sr.eleitor, a polícia, os sindicatos, os presidentes de bairro, bombeiros, médicos, secretarias de saúde, etc... todos são convocados para decidirem pela abertura ou não, a decisão na verdade foge da alçada do prefeito, ele apenas é competente por revogar ou ampliar o decreto. Portanto tenha senso e não use doença como palanque político sr.eleitor.
Nilton Lima 27 de março, 2020 | 14:34
Padarias,Farmácias e Drogarias e Supermercados somente funcionando e mesmo assim os supermercados não desinfetam os carrinhos e nem as padarias os cestinhos de pão os quais os fregueses escolhem seus pãezinhos.Os demais comércios estão prejudicados.E as redes de televisão não apresentam as notícias do caos que se encontra o interior do Brasil.No Youtube alguns canais famosos apresentam estatísticas e os números não mentem:Ou trabalhamos em meio a esta GUERRA que é a pandemia e em toda guerra perdem-se soldados,ou depois a CRISE será muito pior.
Bafomé 27 de março, 2020 | 13:32
O seu energúmeno, e quem mora com idoso dentro de casa vai fazer o que?
Vai morar na sua casa ou vai se mudar pra rua?
Que pensamento de acéfalo falar que o bicho só "pega" pra pessoa com acima de 60 anos. Nós vivemos no Brasil meu chegado, não tem como isolar todos idosos e muito menos a maioria deles.
Nilton 27 de março, 2020 | 13:19
Padarias,Farmácias e Drogarias,Supermercados funcionando.Supermercados não desinfetam nem os carrinhos que todo mundo põe a mão,nem as padarias desinfetam os cestinhos que todo mundo põe os pães.Em ambos os comércios o que se nota é que não se observa nem a distância mínima de um cliente para o outro. Então porque os outros comércios tem de fechar as portas? No YOUTUBE vários canais apresentam estatísticas, matemáticas que desmontam este pânico causado pela mídia televisiva.
Cidadã 27 de março, 2020 | 13:16
Melhor passar dificuldade financeira ou estar desempregado do que morta ou entubada na UTI.
Gian Martins 27 de março, 2020 | 13:05
Sou totalmente a favor de voltar com o comercio, o que move nosso município é o comercio, ou contrário das cidades vizinhas que tem suas Usinas industriais. Temos que colocar a mão na consciência e entender que se mantermos tudo parado, vamos arrebentar com o comerciante, muitos perderão o emprego e o numero de violência iria aumentar e muito em nossa cidade.
Aos que defendem o contrário... vocês não tem ideia do que pode acontecer se 50% dos comerciantes resolverem demitir seus funcionários por não terem mais condições de mante-los trabalhando.

Fabricianos iria regredir muito em relação as demais cidades.

Corretíssimo o prefeito da cidade.

Tem meu voto na próxima eleição.
S.madeira. 27 de março, 2020 | 12:58
Olá ,boa tarde a todos !!!
São varias opiniões ?? divergentes como em uma democracia.
Mas atitudes devem ser tomadas.
Dentro da responsabilidade.
Mas,sensatas os comentários da Nimia,thiago batista,Lu e vinicius.respeito os outros comentarios tb.
Mas quando começar a ter desabastecimento de produtos ....ai veremos quem tem razão.
Dias 27 de março, 2020 | 12:44
Não é ganância de empresário, é realidade para evitar o efeito dominó, se o comércio permanece fechado, o funcionário em casa , o aumento da sexta básica nos supermercados, a tendência é desemprego em massa, e pode ter certeza se continuar vai ter muita fome .
Jonas 27 de março, 2020 | 11:59
Simples. Sem mi-mi-mi. Quem tem dinheiro, trabalha de carteira assinada, está são, não pertence a nenhum grupo de risco e não quer voltar a trabalhar, que peça demissão. Já quem tem dificuldade financeira para ficar em casa por muitos dias, precisa alimentar sua família, pagar suas contas, está são, não pertence a nenhum grupo de risco, volte a trabalhar com os devidos cuidados para não piorar sua situação financeira.
Paulo Rothmaer 27 de março, 2020 | 11:50
Pessoal,

A maioria dos trabalhadores do vale do aço continuam trabalhando, as usinas (APERAM, USIMINAS) não foram paralisadas. Porque que o cara que tem um açaí na esquina não pode trabalhar?
Os pequenos comerciantes estão definhando.
Fabricio 27 de março, 2020 | 10:28
"O VIRUS E REAL SIM ,MAS A IGNORANCIA E MAIS REAL AINDA.SE PARAREM MAIS O PAIZ VOCES DESCERAM DO TERCEIRO MUNDO PARA O QUARTO MUNDO ACORDEM ....
Sandro 27 de março, 2020 | 10:19
bom dia , so uma observaçao tem o decreto de fecha os comercio e o povo ficar em casa , minha empresa esta trabalhando normal , ontem passei em frente o parque ipanema e o pessoal correndo , passeando com filho , nos supermercado cheio de gente , na avenida perto do villerfort muita gente fazendo sua caminhada ..ai eu pergunto o decreto e para ficar em casa ou para passear ?
Eleitor 27 de março, 2020 | 09:36
Político que ceder à pressão dos comerciantes será DERROTADO nas próximas eleições.
Alex 27 de março, 2020 | 09:31
Sou contra, o comerciante vai mandar seu funcionário trabalhar, mais ele mesmo não vai. É a negação da ciência. Eu não coloco o pé no comércio.
Leidmar Silva 27 de março, 2020 | 08:13
Absurdo .prefeito compartilha ideias insanas do presidente do ódio.
Um médico que tem q ser responsabilizado pela propagação desse terrivel virus no Vale do aço.
Suicídio coletivo
Lu 27 de março, 2020 | 07:55
Temos que retornar às atividades sim,porém o grupo de risco, como idosos e pessoas com doenças crônicas devem parmanecerem em casa. E a população fazer uso constantes de máscaras,luvas e egenizacao constante.o mundo ñ pode parar. Se continuar com tudo fechado isso vai virar uma guerra e ñ vai demorar.
Nival Antônio 27 de março, 2020 | 07:05
Entendo que a economia não deve parar, recursos pessoais devem serem observados, mas a vida por sua vez deve ser priorizada.
Vinícius Gonçalves Melo 27 de março, 2020 | 01:24
Eu tinha dúvidas: mas depois de ver o pronunciamento do presidente Bolsonaro a gente começa REFLETIR o seguinte; 'a classe pobre não pode ficar nem mesmo uma semana ou 15 dias sem trabalhar pois senão vai faltar comida em casa, é hora de "botar" a mão na consciência e deixar de serem preguiçosos. É só obedecer as recomendações da OMS e do MINISTÉRIO DA SAÚDE, o resto é tranquilo. A doença pega mais nos idosos acima de 60 anos; esses aí devem ficar em confinamento sim'.
Matheus Felipe 27 de março, 2020 | 00:40
Ae galera..não tô garrado com esse tal de coronavirus não.o negócio e o seguinte.se tiver que pegar a pessoa vai pegar..agora se ficar travando os comércios vai gerar muitos desemprego.o brasileiro tem que trabalhar mesmo.e não ficar arrumando discupinhas..eu fecho pra reabrir os comércios.e as pessoas que são contra a esse decreto,são tudo bando de folgados que não quer trabalhar.cada um tem um pensamento e opinião..pois a minha e essa.
Frederico 26 de março, 2020 | 22:30
Tem que começar a trabalhar sim, desde que seja feito com responsabilidade, evitar aglomerações e cuidar das higienes, o país não pode ficar parado no tempo, porque sinal daqui uns dias o povo vai começar a morrer de fome e não dessa doença maldita e eu acredito que Jesus é está está exterminando ela
Marcos Souza 26 de março, 2020 | 22:11
Tem eleição esse ano, simples assim. nosso prefeito jogando tudo que ele fez de bom pelo ralo, depois vai querer culpar os empresários, deveria ter batido no peito e mantido o confinamento por pelo menos uma semana a mais.
Jhonatha 26 de março, 2020 | 22:08
Temos que volta trabalhar vamos virar uma Venezuela
Girlani Gomes Duarte 26 de março, 2020 | 21:34
Meu Deus tem piedade de nós....
Thiago Batista 26 de março, 2020 | 21:30
Quem quiser fica em casa nao e obrigado a sair e nem as lojas sao obrigadas a abrir vc que acha necessario fica em casa fique nao atrapalha quem nao quer vc e quem decide nao o governo ou prefeito
Nimia 26 de março, 2020 | 21:27
O povo está reclamando de que?? Ninguém está respeitando quarentena. Povo nas ruas batendo papo. Em rodinhas. Se reunindo pra churrasco. A economia precisa voltar a girar. Caminhoneiros trabalhando o dia todo sem ter onde comer. Isso mesmo. Apoiado prefeito.
Paulo 26 de março, 2020 | 21:10
Governo federal quer fazer uma nova reforma da previdência, os prefeitos alinhados ao governo federal vão seguir a ordem do capetao com medo de retaliação, porque é assim que ele governa. Ou seja quem não produz, está condenado a morte.#fiqueemcasa.
Pedro Passos 26 de março, 2020 | 21:03
Depois do pronunciamento criminoso do PR da república boa parte dos brasileiros estão acreditando que são imunes ao vírus. Nunca pensei em dizer isso, mas sou homem demais para assumir meus erros: TENHO VERGONHA de ter votado do bolsonaro.
Jose Francisco 26 de março, 2020 | 20:36
Até que enfim uma notícia boa.
Já não aguentava mais ficar em casa e ainda na iminência de ser mandado embora.
Nilton 26 de março, 2020 | 20:22
Prefeito irresponsável! Parece que é médico... está indo contra a todas as orientações no mundo inteiro.
Povo de Fabriciano, não deixem o confinamento. O que eles querem eh que você contaria o vírus penas pra aumentar o faturamento e arrecadação do município. Pensem em vocês mesmos e seus familiares.
Geraldo 26 de março, 2020 | 20:15
Fabríciano será o foco da pandemia no Vale do Aço.
Política municipal vai na contramão dos órgãos internacionais.
Ambição dos comerciantes e empresários locais se sobrepôs a vida.
Em pleno pico de transmissão da doênça.
Isso porquê o prefeito é médico.
É de dar nojo...
Renato Russo 26 de março, 2020 | 20:01
Vai acontecer uma chacina!
Arthur 26 de março, 2020 | 19:43
A corona agradece...
Quarentena 26 de março, 2020 | 19:42
Certíssimo mas acho que deve ampliar a restrição para:

todos estudante do ensino medial para baixo.
liberar universitários.
confinamento de todos (todos)beneficiários do inss ja que não produzem para que ficar indo para la e para ca sem produzir correndo risco inclusive de acidente grave como queda de moto.
confinamento de todos acima de 50 anos de idade.com um beneficio se nao for beneficiário do inss.
camarada com 30 anos estiver exemplo licença saúde ou aposentado por invalidez ou militar reformado com 45 anos de idade for pego na rua sem comprovada necessidade perde o direito ao beneficio ou caso municipal seja multado e preso.
Natal 26 de março, 2020 | 19:35
....quem manda é os empresários mesmo . Farmácia e supermercados nao tem álcool gel. Hospital nao tem condicoes de receber doentes . Vamos voltar pra ruas e deixar rolar....

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO