Adiamento de Olimpíadas pode fazer seleção de futebol ficar sem 11 jogadores

Os principais nomes prejudicados são os do atacante Gabriel Jesus, do Manchester City, o meia Lucas Paquetá, do Milan e o volante Bruno Guimarães, do Lyon

Lucas Uebel/Grêmio FBPA


Caio Henrique, um dos muitos dos titulares absolutos que podem perder a oportunidade de disputar as Olimpíadas

O adiamento das Olimpíadas para 2021 pode alterar muito o elenco que vai representar a seleção brasileira no Japão, possivelmente em meados do ano que vem. Isso porque o futebol olímpico é disputado por atletas com até 23 anos, e apenas três exceções por delegação.

Dessa forma, de acordo com a última convocação do técnico André Jardine para amistosos que acabaram não se confirmando, alguns jogadores que estavam cotados para serem chamados caso os Jogos fossem disputados em 2020 vão completar 24 anos em 2021 e não teriam mais idade olímpica.

Os principais nomes prejudicados são os do atacante Gabriel Jesus, do Manchester City, o meia Lucas Paquetá, do Milan e o volante Bruno Guimarães, do Lyon. Todos eles completam 24 anos em 2021.

Além deles, outros nomes importantes são os goleiros Cleiton, do Red Bull Bragantino e Lucas Perri, do São Paulo, os zagueiros Luiz Felipe, da Lazio e Lyanco, do Torino, o lateral Caio Henrique, do Grêmio e os volantes Matheus Henrique, também do Grêmio, Maicon, do Shakhtar Donetsk, e Wendel, do Sporting.

O Comitê Olímpico Internacional ainda não declarou se vai alterar a idade máxima permitida para os jogadores, mas é mais provável que não. Dessa forma, cada país tem direito de levar apenas três jogadores com mais de 23 anos.

Desta forma, logo após a retomada do calendário do futebol, o treinador deverá alterar substancialmente a lista de convocados, iniciando um processo de renovação que incidirá não somente sobre a lista como num todo, bem como na formação principal da equipe.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO