Com o comércio fechado, Centro de Ipatinga ficou vazio neste sábado

Medida de fechar os estabelecimentos comerciais visa evitar aglomerações, para frear a contaminação do novo coronavírus (Covid-19)

Wôlmer Ezequiel


Registro do Centro esvaziado foi feito por volta das 9h30 de hoje

O Centro de Ipatinga estava vazio por volta das 9h30 deste sábado (21), num total contraste em relação ao movimento tradicionalmente registrado no local. Num cenário sem precedentes na história do Brasil, centenas de cidades de diversos estados estão adotando as mesmas medidas de Ipatinga: fechar o comércio e outros serviços para frear a contaminação do novo coronavírus (Covid-19). A imagem de ruas vazias deve se repetir nos próximos dias ou semanas, em diversas cidades brasileiras.

Os estabelecimentos comerciais das cidades de Ipatinga, Timóteo e Coronel Fabriciano fecharam as portas neste sábado (21). Santana do Paraíso adotou a medida após o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, decretar calamidade pública, na sexta-feira (20). Em Paraíso, o setor interrompe as atividades a partir de segunda-feira (23). O funcionamento segue normal para supermercados, padarias, farmácias, postos de combustíveis, dentre outros estabelecimentos essenciais.

Já publicado

Comércio de Ipatinga poderá funcionar para serviços de entrega, afirma secretário
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

MAIS FOTOS

Comentários

The Walking Dead 23 de Março, 2020 | 10:23
Gente vocês AINDA não perceberam que o mundo já acabou não? Vamos acordar galera! Cadê o bom senso da maioria? OXI
Adriana 22 de Março, 2020 | 21:01
Boa noite e os cartórios tbm vao permanecer fechados
Julia 22 de Março, 2020 | 17:27
Como fica a situação de clínicas odontológicas ainda funcionando???o decreto não serve pra elas?
Fabriçio Silva de Carvalho 22 de Março, 2020 | 14:34
Infelizmente o povo brasileiro não se conscientiza do que esta acontecendo só nos resta e orar e pedir a Deus para nos ajudar
Marcio 21 de Março, 2020 | 21:52
É bastante acertiva a decisão do Prefeito Municipal juntamente com o Conselho Gestor de Crise de determinar de o fechamento do comércio na tentativa de evitar a disseminação do Coronavirus.
Entretanto ainda falta ao poder público a iniciativa de tomar frente e fiscalizar aqueles estabelecimentos comerciais considerados essenciais e com autorização para continuarem funcionando (farmácias, postos de combustíveis, supermercados, bancos...). Estes estabelecimento permanecem em funcionamento e sem nenhuma medida de segurança para garantir proteção aos clientes e funcionários. Em nenhum destes locais os funcionários estão usando máscaras, não está sendo organizado filas de clientes com distanciamento mínimo entre eles (1,5 metros). Está havendo uma corrida aos supermercados e com isso causando aglomeração de pessoas, quando a orientação é para se evitar que isso ocorra.
Diante disso acredito que caberia, por parte do poder público, uma fiscalização intensa nestes locais, com a visita de fiscais e monitoramento intensivo de como tem sido o trabalho realizado nestes estabelecimentos e as medidas de segurança adotadas para evitar a disseminação.
Marcio 21 de Março, 2020 | 21:33
É bastante acertiva a decisão do Prefeito Municipal juntamente com o Conselho Gestor de Crise de determinar de determinar o fechamento do comércio na tentativa de evitar a disseminação do Coronavirus.
Entretanto ainda falta ao poder público a iniciativa de tomar frente e fiscalizar aqueles estabelecimentos comerciais considerados essenciais e com autorização para continuarem funcionando (farmácias, postos de combustíveis, supermercados, bancos...). Estes estabelecimento permanecem em funcionamento e sem nenhuma medida de segurança para garantir proteção aos clientes e funcionários. Em nenhum destes locais os funcionários estão usando máscaras, não está sendo organizado filas de clientes com distanciamento mínimo entre eles (1,5 metros). Está havendo uma corrida aos supermercados e com isso causando aglomeração de pessoas, quando a orientação é para se evitar que isso ocorra.
Diante disso acredito que caberia, por parte do poder público, uma fiscalização intensa nestes locais, com a visita de fiscais e monitoramento intensivo de como tem sido o trabalho realizado nestes estabelecimentos e as medidas de segurança adotadas para evitar a disseminação.
Rosinei Vieira Gonçalves de Assis 21 de Março, 2020 | 20:44
Na Itália o povo,não fez a parte deles, não acreditou achando que ia ser só na China, olha só no que deu ,por causa de uns ignorantes o resto da população é quem paga ,vamos nos conscientizar e fazer nossa parte enquanto é tempo,vamos ficar em casa.
Sérgio 21 de Março, 2020 | 17:44
Ao contrário do centro de Ipatinga,hj dia 21/03/2020 no bairro Bethânia o que eu estava vendo enquanto (trabalhava)em um posto de combustível era pessoas fazendo caminhada,uma frota de carros abastecendo fora do normal, pessoas em bares, restaurante aberto, infelizmente o povo está brincando,espero que o povo fiquem em casa só saiam em estrema necessidade, não vai faltar alimentação e nem combustível,pelo amor de Deus

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO