Romeu Zema determina restrição da circulação de pessoas em MG

Transporte coletivo entre os municípios deve ser feito sem exceder a metade da capacidade de passageiros sentados

O governador Romeu Zema assinou deliberação, nesta quinta-feira (19/3), restringindo a circulação de pessoas em Minas Gerais e intensificando ações para evitar a disseminação do coronavírus.

O transporte coletivo entre os municípios deve ser feito sem exceder a metade da capacidade de passageiros sentados. Para o transporte coletivo urbano e rural, não poderá ser excedida a capacidade de passageiros sentados.

Desta maneira, o Executivo estadual pretende reduzir a possibilidade de contágio. Nesta quinta-feira, o número de casos confirmados do Covid-19 saltou para 29.

Belo Horizonte (Macrorregião Central de Saúde) já apresenta contaminação comunitária, que é quando não se sabe de quem o paciente contraiu a doença. Tendo em vista esse cenário, fazem-se necessárias medidas adicionais para frear o avanço do coronavírus.

“Temos tomado decisões rápidas, nos reunido diariamente, por meio virtual, para minimizar o pico da Covid-19 em Minas Gerais”, afirmou Zema.

A deliberação traz ainda determinações aos municípios em que há registro de contaminação comunitária. Como o Estado não possui competência para mandar fechar comércio nas cidades mineiras, o governador determinou que as prefeituras atuem nesse sentido, resguardando serviços essenciais como farmácias e supermercados. Entram no rol de estabelecimentos que devem paralisar a prestação de serviços academias, shoppings, bares, restaurantes, dentre outros.

Para farmácias e supermercados, fica proibida a prática de preços abusivos em decorrência da situação de excepcionalidade. Eles também terão de fixar um horário específico para atender aqueles que possuem mais de 60 anos.

Para evitar desabastecimento, os comerciantes e fornecedores deverão estabelecer limites para a aquisição de bens essenciais à saúde, higiene e à alimentação.

As indústrias e o comércio deverão estabelecer escalas e revezamento de turnos, de forma a reduzir a aglomeração de funcionários.

Os municípios ainda deverão determinar a higienização minuciosa dos veículos utilizados no transporte coletivo e os oriundos de aplicativos, conforme já ocorre com os metropolitanos. Esses veículos deverão circular com janelas abertas.

O governador decidiu ainda proibir a realização de eventos e de reuniões de qualquer natureza, de caráter público ou privado, incluindo excursões, cursos presenciais e outros com mais de 30 pessoas.

“É um momento complexo, que exige medidas duras para preservar vidas. A principal preocupação, neste momento, é com a saúde dos mineiros. Peço que todos tenham consciência da gravidade da situação, evitem o pânico, e tomem as medidas de higiene e distanciamento social que são essenciais”, afirmou Zema.

Servidores
Os secretários de Estado e dirigentes de empresas públicas adotarão providências para limitar o atendimento presencial ao público apenas aos serviços essenciais.

A partir da próxima segunda-feira (23/3), os servidores da Cidade Administrativa entram no regime do teletrabalho.

Já as empresas terceirizadas deverão apresentar ao Estado um estudo sobre o número de funcionários que se enquadram no grupo de risco e quais serão as medidas adotadas para preservá-los.

Ações
Desde o início da pandemia, o governador Romeu Zema tem adotado medidas para frear o avanço da doença. Decretou situação de calamidade em saúde, suspendeu aulas da rede estadual, fechou equipamentos culturais, cancelou cirurgias eletivas, conseguiu acordo para destinar R$5 milhões ao hospital Eduardo de Menezes, dentre outras medidas.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Anderson de Almeida 06 de Abril, 2020 | 16:01
Simplesmente uma palhaçada!!!
Queremos trabalhar e fica essa turminha maldita fazendo campanha política. Siga o exemplo da Suécia e da Noruega, são países com clima muito frio e por sua vez não restringiu severamente o comércio. O que fizeram é um acesso com algumas restrições e não como é feito aqui em Minas. Só um detalhe para os funcionários públicos que na sua maioria estão de férias, quero ver se vão receber seus salários em Maio. Depois, não adianta chorar pelos cantos!!!!
Continuem assim....
Julio 21 de Março, 2020 | 10:16
Um governador tem muitas medidas a serem tomadas ele é um só. E muito fácil só criticar e achar que ele deve fazer o que achamos.
E melhor uma administração modelo empresarial do que partidária como era antes.
Para ajustar este país para o usufruto da população das arrecadações e riquezas vai demandar um bom tempo e findar estes que só torcem contra para voltar logo pras tetas do governo
O BRASIL PERTENCE AOS BRASILEIROS DO BEM.
Obs: Não fui eleitor do Zema (mas quero que dê certo) para o bem de todos.
.
Maria 20 de Março, 2020 | 16:57
Não fez nada além do que um governador deve fazer. Nada além da sua obrigação!
Fora isso tem -se mostrado péssimo político, péssimo governador falhando em todas as outras áreas governamentais.
Nunca mais será eleito nem pra síndico.
GOVERNO NÃO É EMPRESA!
Marcélia Brito Gomes 20 de Março, 2020 | 14:14
E quanto ao recesso nas escolas públicas estaduais, terá prorrogação além do dia 22/03? Esperamos um pronunciamento sobre esse assunto.
Luiza 20 de Março, 2020 | 14:04
Agora que ele faz isso???? Estava no aniversário do vereador no mercado central onde resultou em pelo menos 5 testes positivos para corona.... Está isolado e ninguém divulga o porque..... Enquanto na semana passada a orientação era para não realizar ajuntamentos, ele e mais alguns da nata de BH estavam confraternizando... De parabéns está é o prefeito de BH.... Esse sim, tem coragem!!!!
Paulo Sergio Ongaro 20 de Março, 2020 | 13:42
Senhor Governador, quanto 13° dos funcionários aposentado? Será que o senhor vai ter compaixão e pagar?
Cuidados Essenciais 20 de Março, 2020 | 11:53
Parabéns governador. Muito bom trabalho.
José Donizete Dias Faria 19 de Março, 2020 | 23:35
Parabéns governador zema.um verdadeiro ADM QUEM trabalhou na sua campanha em pote foi eu e vou trabalhar de novo a vossa excelência merece o respeito do mineoros

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO