Comércio em Ipatinga vai fechar a partir de sábado

Medida visa conter disseminação do coronavírus; estabelecimentos comerciais como supermercados, farmácias e postos de combustíveis vão abrir as portas normalmente

Emmanuel Franco


Lojas devem fechar as portas neste fim de semana

No início da noite desta quinta-feira (19), a administração de Ipatinga divulgou que os estabelecimentos comerciais da cidade deverão fechar as portas a partir deste sábado (21). A medida inclui bares e restaurantes. Estabelecimentos como supermercados, farmácias e postos de combustíveis vão poder abrir normalmente.

O prefeito Nardyello Rocha apontou a seriedade da situação, mas afirmou que a medida é necessária por causa da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). O objetivo é evitar a disseminação do vírus.

Determinação vale até dia 30 de março

A medida será adotada a partir deste sábado (21), com amparo de decreto municipal que será publicado nas próximas horas, estendendo-se até 30 de março. Setores de gêneros alimentícios e medicamentos estão entre exceções e não há riscos de desabastecimento ou motivo para corrida de consumidores aos estabelecimentos, destaca o governo municipal.

Em reunião iniciada no fim da tarde desta quinta-feira (19), com muitas ponderações e debates entre as autoridades, avançando para o início da noite, na sala anexa ao gabinete do Executivo de Ipatinga, o prefeito Nardyello Rocha e o Conselho Gestor de Crise constituído para atuar emergencialmente em função dos riscos iminentes de transmissões local e comunitária do novo coronavírus (Covid-19) definiram em conjunto a interrupção das atividades comerciais em diversos segmentos, no município, a partir deste sábado (21). Acatada por unanimidade entre os presentes, a medida se estende até o dia 30 de março e diz respeito a shoppings, centros comerciais, feiras, bares, restaurantes, lojas de roupas, calçados, eletrodomésticos, estabelecimentos de prestação de serviços, entre outros, tendo em vista os últimos números oficiais de casos suspeitos de Covid-19 na cidade.

Boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde na tarde desta quinta dá conta de que já são 365 pacientes com apresentação de sintomas e contaminação investigada. Entre os exames realizados nos laboratórios especializados, há apenas um caso confirmado, sendo outros dez descartados.

Além de secretários municipais, o Conselho Gestor de Crise é constituído por representantes da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Ministério Público e membros de diversos setores ativos da sociedade.

Supermercados seguem funcionando

A restrição para funcionamento não atinge empresas do gênero alimentício como supermercados, hortifrútis e padarias. Farmácias, drogarias, postos de combustíveis e locais de venda de remédios para animais também poderão funcionar. Nos segmentos afetados, será permitido apenas o serviço de tele-entrega, desde que atendidos os critérios especificados no decreto.

As decisões foram referendadas pelo Ministério Público e as forças de segurança, que se comprometeram a atuar com firmeza para o cumprimento fiel do decreto municipal, ressaltou o Executivo.

Contaminação por faixa etária

“Nossa intenção inicial, inclusive exaustivamente discutida com representantes da classe, era apenas limitar os horários. Contudo, nos deparamos com uma realidade preocupante ao analisar os números das pessoas suspostamente atingidas pelo surto. Grande parte delas, teoricamente, não deveriam estar doentes, o que demonstra uma situação clara de imprevidência”, explica Nardyello Rocha. “O dado mais surpreendente dos casos suspeitos de contaminação no município é que a grande maioria diz respeito a pessoas na faixa etária de 20 a 49 anos (223 casos)”, aponta o prefeito.

Os demais pacientes investigados são das seguintes faixas: de 0 a 4 anos – 15; de 5 a 9 anos – 17; de 10 a 14 anos – 18; de 15 a 19 anos – 17; de 50 a 59 anos – 30; de 60 a 69 anos – 11; de 70 a 79 anos – 5; mais de 80 anos – 5; sem idade registrada – 24 casos.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Priscila 21 de Março, 2020 | 09:43
Supermercados estão lotados e não há restrição nenhuma, se tiver de acorrer contaminação vai ocorrer dentro dos supermercados pois não tem vigilância nenhuma... Os grandes mercados varejistas estão tendo um fluxo de milhares de pessoas.
Julia 20 de Março, 2020 | 23:40
Clínicas médicas e odontológicas muitas seguem funcionando....o decreto não é pra elas também? porque muitas estão dando atendimento normal....quem vai fiscalizar isso no centro de Ipatinga?
Ricardo Resende Ottoni Souto 20 de Março, 2020 | 12:52
Meu Deus que paranóia!! Fechar o comércio?? Parar o país?? Quero ver depois os imensos problemas de falência, desemprego e outros se os políticos histéricos vão resolver... Todas as outras graves epidemias no Brasil não tiveram estes holofotes. Mas tudo tem um pano de fundo né....
Roberto Carlos de Oliveira 20 de Março, 2020 | 10:58
" As autoridades de Ipatinga deveriam está nas portas dos Supermercados orientando a população! Pois está tendo grande aglomeração de pessoas achando que vai faltar alimentação!Decretar e não Orientar é mesma coisa de nada!
Jaime 20 de Março, 2020 | 10:18
Esta na hora do prefeito isentar o iptu tudo esta parado e o preco do iptu e um assalto ao bolso da populacao.
Palhaço 20 de Março, 2020 | 09:57
Ser humano ta nem ai para a saúde de ninguém não, se eu fosse prefeito, ja tinha proibido era tudo de funcionar. N Argentina a quarentena e total, vc so sai para comprar comida. Estes empresários não estão nem ai com a saúde do funcionário, querem e dinheiro na conta. Depois morre o dinheiro fica ai. E as crianças que estao de quarentena, e os pais, tacam para rua brincar. Brasil e lascado mesmo.
Oséias de Paula Alves 20 de Março, 2020 | 07:34
Gostaria de saber como que fica a situação de pessoas que tem um imóvel alugado e que depende de trabalhar para pagar o aluguel e manter sua vida ativa está e minha situação sou moto táxi
Quiqui 20 de Março, 2020 | 02:15
A Usiminas mecânico adotou algumas medidas para prevenção refeitório self-service agora é marmitex verificação de febre ao entrar na empresa e maior de 60 anos não está adentrando na empresa mas agora eu pergunto e as pessoas que tem menos de 60 anos porém está com imunidade baixa o que tem algum problema sistema respiratório essa não enquadra também não deveria não adentrar dentro da área estou comentando esse assunto aqui por um motivo que é um acesso do prefeito e da população e talvez algum representante da Usiminas
Gilson Gomes 19 de Março, 2020 | 23:28
E a Usiminas Nardielo vc vai ter leito pra fechar ?,visto que lá tem uma grande quantidade de pessoas aglomeradas ,
E qual o incentivo vc e sua equipe vão dar aos empresários e funcionários do setor varejista ?

Sds,
Valimar 19 de Março, 2020 | 22:36
Trabalho como gesseiro,as loja de gesso vai funcionar
Fernando Antônio 19 de Março, 2020 | 22:11
Nardyello, vc é o pior prefeito da história de Ipatinga, vc superou João Magno.
Carla Cristina 19 de Março, 2020 | 21:15
Lotericas tb iram fecha?
Gildázio Garcia Vitor 19 de Março, 2020 | 20:52
O Prefeito está tomando importantes medidas que o Presidente "sem noção" e o Governador "diferente" não tiveram coragem de tomar.
Deivisson 19 de Março, 2020 | 20:17
Tomara que o prefeito inzente o IPTU que veio um absurdo

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO