Vendas pela internet e telefone têm auxiliado lojistas e clientes

Por causa do novo coronavírus, orientação dos órgãos de saúde é evitar aglomerações

Wôlmer Ezequiel


Presença dos clientes nas lojas tem sido menor
(Bruna Lage - Repórter)
Em tempos de novo coronavírus (Covid-19), a criatividade precisa estar em alta para não perder negócio. Se a orientação dos órgãos e especialistas da área da Saúde é evitar aglomerações, lojistas têm utilizado o atendimento via telefone e mídias sociais para não perder a venda. Por meio do Instagram, a reportagem do Diário do Aço constatou alguns desses casos e conversou com lojistas que têm apostado no método, e com um incentivo: o frete grátis.

O gerente da Da Lu - Moda Feminina, do Centro de Ipatinga, Jhone Araújo de Paula, relata que a empresa já realizava um trabalho on-line forte. “Temos uma pessoa somente para isso, nas quatro unidades. Reforçamos esse trabalho com mais uma pessoa em cada loja. Temos percebido que as vendas estão ocorrendo, mas não presencialmente. O frete grátis para Ipatinga foi a maneira que encontramos de incentivar as clientes a continuarem comprando, já que o movimento caiu muito na loja física, e isso já tem alguns dias. Estimo que pela metade, o fluxo de pessoas aqui sofreu uma grande redução. Os clientes e funcionários estão apreensivos se o comércio vai fechar ou não, estão receosos. Os dias têm sido bem tensos, mas temos trabalhado para reverter esse quadro”, salienta.

Proprietária da Bárbara Givisiéz Acessórios, Bárbara Givisiéz explica que houve aumento das vendas on-line, assim como no número de entregas. “Oferecemos aos clientes taxa grátis em bairros de Ipatinga, nas compras acima de R$ 50. Acredito que o movimento na loja caiu uns 60%, mas por meio do trabalho intenso que fazemos nas mídias sociais, estamos tentando tranquilizar os clientes, mostrando a eles os cuidados que temos tido, como a higienização do ambiente (limpeza dos balcões e chão da loja com desinfetante e álcool), uso de copos descartáveis, além da retirada de provadores dos produtos (batons, lápis de olhos e máscara de cílios) e as vendedoras fazem toda a higiene recomendada pelos órgãos de saúde”, detalha.

Apesar dos cuidados observados, a preferência dos clientes tem sido pela entrega dos produtos. Questionada se há algum temor em relação à redução nas vendas, Bárbara relata que sim. Temor em relação aos custos das despesas e dos funcionários sobre a instabilidade do comércio. “Optamos por colocar duas funcionárias de férias e aumentamos de uma para três pessoas no atendimento on-line”, conclui.

Funcionamento

A assessoria de Comunicação do Shopping Vale do Aço divulgou alteração no horário de funcionamento a partir desta quinta-feira (19). De segunda a sábado, estará aberto das 12h às 20h. Aos domingos funcionará das 12h às 18h. Conforme decreto municipal, os cinemas não estarão em funcionamento. Eventos na praça de alimentação, como o Happy Hour e Domingo no Shopping, estão suspensos, complementando uma série de medidas para evitar aglomerações.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO