Austrália proíbe entrada de estrangeiros e de quem não mora no país

Decisão foi anunciada pelo primeiro-ministro Scott Morrison

© Fernando Frazão/Agência Brasil


A medida soma-se a outras restrições e recomendações que estão em vigor
(RTP* - Lisboa/Agência Brasil)
O primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, anunciou hoje (19) a proibição, a partir das 21 hdesta sexta-feira (horário local), da entrada de estrangeiros, de quem não mora no país e de familiares diretos.

"Consideramos que é essencial dar passos adicionais para garantir que não deixemos entrar ninguém, a não ser que sejam cidadãos ou residentes ou familiares diretos, nos dois casos", anunciou Morrison, em entrevista coletiva.

A medida soma-se a outras restrições e recomendações que estão em vigor, lembrou.

O chefe do Governo australiano disse que o tráfego aéreo de estrangeiros não residentes já caiu significativamente, devido à existência de outras medidas fronteiriças.

"Está atualmente em um terço do que seria normal a essa altura do ano, e já vimos algumas reduções adicionais nos últimos dias quando impusemos a necessidade de quarentena de 14 dias", acrescentou.

As autoridades australianas confirmaram que cerca de 80% dos 565 casos de Covid-19 já confirmados no país são de pessoas que viajaram para o exterior recentemente e de pessoas que estiveram em contato com elas.

*Emissora pública de televisão de Portugal
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO