R$ 3,8 mil de prejuízo para mais uma vítima do golpe do OLX no Vale do Aço

Homem foi enganado durante a negociação de venda e compra de motocicleta colocada à venda na internet

Imagem ilustrativa


Bandidos usam a plataforma de vendas online do OLX para praticar os golpes

O golpe do OLX voltou a ser registrado no Vale do Aço e a vítima da vez foi um morador de Coronel Fabriciano, em caso registrado na tarde desta quinta-feira (12). J.B.A.S., de 38 anos, procurou a Polícia Militar, em Ipatinga, ao descobrir que foi lesado em R$ 3,8 mil pelo golpista que usou dados de um anúncio verdadeiro de uma motocicleta colocada à venda.

J.B. viu a postagem da venda de uma moto na página de classificados do OLX na internet e entrou em contato com o vendedor, que queria R$ 4 mil. Se dizendo chamar João Paulo, o golpista disse que iria ligar para o irmão dele, no bairro Jardim Vitória, em Santana do Paraíso, onde estava o veículo, para que interessado pudesse ver o bem a ser adquirido.

Contudo, este suposto irmão era o dono verdadeiro da moto e que tinha anunciado o veículo em uma página de vendas no Facebook. O golpista já havia entrado em contato com este vendedor, W.S.R., de 32 anos, e pegou todos os dados dele e fez um anúncio no OLX com as informações apuradas com o real proprietário da moto, inclusive usando as fotos da motocicleta de W.S. postadas no Facebook.

A vítima atraída pelo segundo anúncio, no OLX, foi até a casa onde estava a moto e viu o veículo, sem ambos saberem que estavam sendo enganados. O golpista ligou para a vítima e disse que poderia aceitar R$ 3,8 mil para fechar o negócio. O estelionatário pediu que J.B. e W.S. fossem ao cartório para assinar o recibo da venda e transferir o dinheiro para uma conta bancária para concluir a negociação.

Moto seria entrada na compra de um lote
Para conseguir enganar o dono do bem à venda, o golpista disse a W.S. que a moto seria adquirida como entrada na compra de um lote e que o dono do terreno iria avaliar o veículo. No caso, J.B. (a vítima interessada na moto) não sabia de nada. Neste tempo, o golpista disse que iria comprar a moto e fez um depósito de R$ 5,6 mil. Ele enviou para W. o comprovante da transação bancária.

W. achou estranho alguns dados do comprovante, que na verdade eram falsos, e resolveu perguntar a J.B. de onde ele conhecia João Paulo. Para a surpresa de ambos, descobriram que estavam sendo enganados, pois J. não esteve pessoalmente com o tal “João Paulo” e apenas fez contato com ele por telefone, ao se interessar por um anúncio da moto à venda no OLX.

O dono da moto negou ter anunciado o veículo no site e disse que fez postagem apenas em grupos de vendas no Facebook. A descoberta da trama ocorreu tarde, pois J.B. já havia transferido R$ 3,8 mil na conta de uma pessoa identificada como “Matteus da Cruz”, no banco Santander. O caso foi registrado pela Polícia Militar e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil.

Com o golpe do OLX, este é o segundo caso de vítima lesada por estelionatários no Vale do Aço no mesmo dia. Um jovem de Santana do Paraíso foi enganado no conto do carro quebrado e fez o depósito de quase R$ 700 na conta do golpista, que alegou ter sofrido um acidente na BR-381 durante viagem para Ipatinga.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Maria de Fátima Teixeira 14 de março, 2020 | 18:15
Meu filho case caiu neste golpe sorte que observou a data do depósito que era 1 de janeiro de 2019 . Ele desconfiou que era golpe .

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO