Chuva causa alagamentos em Joanésia e Mesquita

Enviada por leitor


Praça no Centro de Joanésia foi tomada pela água na manhã dessa sexta-feira

A chuva intensa da madrugada e começo da manhã de ontem deixou alagadas várias ruas de Joanésia e de Mesquita. Conforme fotos e vídeos enviados por moradores da cidade, ao acordar na sexta-feira (28) depararam com a inundação, que também atingiu casas e estabelecimentos comerciais. A Praça no Centro de Joanésia foi tomada pela água.

O prefeito de Joanésia, Denílson Andrade de Assis, informou ao Diário do Aço que os pontos mais críticos causados pela chuva estão relacionados com a inundação de casas, restaurantes e lojas. “Estradas vicinais ficaram obstruídas e algumas pontes chegaram a cair. No entanto, não houve registro de vítimas. O abastecimento de água chegou a ficar comprometido, mas foi normalizado na tarde desta sexta-feira (28). Algumas comunidades continuam sem acesso, porém, a administração municipal está atuando nessas áreas, com o apoio do Corpo de Bombeiros e Polícia Militar”, afirmou.

A chuva dos últimos dois dias já tinha sido alvo de um alerta do Instituto Mineiro de Gestão das Águas.

Mesquita
Em Mesquita, o cenário não foi diferente na manhã desta sexta-feira (28), com muitas ruas alagadas, conforme o prefeito Ronaldo de Oliveira, em entrevista ao Diário do Aço. Porém, não houve vítimas. “Tivemos muitos estragos na cidade, com ruas alagadas e tomadas pela lama da enxurrada. Também tivemos uma falha no Sistema de Captação de Água, localizado na rua Padre José Elias, no Centro, que é responsável pelo abastecimento de boa parte da cidade.
Vamos ter que esperar cinco dias para retirar toda a lama do sistema. Por isso, pedimos que a população economize águas nesses próximos dias. A administração municipal também contribuirá com caminhão-pipa”, citou.

Zona de convergência
Conforme o Sistema de Meteorologia e Recursos Hídricos de Minas Gerais e o Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam), o início de um novo episódio de zona de convergência do atlântico sul ocorreu na quinta-feira (27) e, por isso, a ocorrência de precipitação ao longo desses últimos dias. A expectativa era de chuva acumulada entre 120 e 150mm ao longo do período.

Entre a noite de quinta-feira e a manhã de sexta-feira, a previsão era de acumulados significativos entre a Zona da Mata e o Vale do Rio Doce, o que abrange os municípios do Vale do Aço.


Enxurrada alaga o Centro de Joanésia
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

MAIS FOTOS

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO