Réplica de fuzil é apreendida em ponto do tráfico

Além da ocorrência dessa semana, os envolvidos são investigados por tráfico e crimes contra a vida

Reprodução


Réplica de fuzil era exibida na ''boca de fumo''

Uma operação da Polícia Militar, deflagrada na avenida Vitória Régia, no bairro São Domingos, em Coronel Fabriciano, resultou na apreensão de porções de entorpecentes, dinheiro e uma réplica de fuzil.

A polícia tinha recebido informações anônimas via Disque-Denúncia 181, que no local havia ação de traficantes que intimidavam as pessoas exibindo armas de fogo.

Na quarta-feira (26), policiais militares foram conferir a situação e cercaram uma residência apontada como o ponto do tráfico. No local foram detidos cinco adultos e um adolescente, de 16 anos. Além da ocorrência dessa semana, os envolvidos são investigados por tráfico e crimes contra a vida.

Nas buscas realizadas no local foram recolhidas 29 pedras de crack, R$197 em dinheiro e dois telefones celulares. Já a poderosa arma exibida pelos envolvidos não passava de uma réplica do fuzil AK47.

Os detidos e o material recolhido foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil, onde um inquérito foi aberto para apurar o envolvimento do grupo com delitos.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Cidadã 28 de Fevereiro, 2020 | 20:08
Desde q veio o 58 Companhia da PM p nossa cidade, o combate ao crime organizado teve um grande avanço, porém como foi dito nos comentários, a nissa atual legislação anda na contramão de nossas polícias (Civil, Militar, Federal, etc) criaram uma Lei q proibe revelar nomes e fotos de bandidos, onde q um país q não deixa as policias trabalharem, engessa a justiça e elege políticos comprometidos c o crime vai chegar?
Roberto 28 de Fevereiro, 2020 | 15:59
Concordo caveirao. As Polícias ( civil e militar) fazem um belo trabalho de investigação q na maioria das vezes duram meses com ajuda de denunciar da comunidade ai qdo conseguem prender os vagabundos eles ficam pouquíssimo tempo presos ás vezes até menos tempo q durou a investigação . Alô as instituições competentes ,de mais apoio as polícias valorizem mais o trabalho q eles fazem , ñ deixem q eles continuem exugando gelo , assim a sociedade agradece.
Santana Informa 28 de Fevereiro, 2020 | 07:33
que bandidos espertos com réplica.
Bruno Darjan 28 de Fevereiro, 2020 | 06:02
kkkk otarios
Caveirão 27 de Fevereiro, 2020 | 20:26
Está na hora de nossas autoridades tomar atitudes serias p sufocar esta crescente onda de trafico q vem invadindo Fabricuano e demais cidade do Vale, em vez de ficarem assistindo as nossas polícias q tem trabalhado bem, mas não passa de secadores de gelo.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO