''Saúde na Noite'' registra mais de 7 mil procedimentos em Ipatinga

Onze Unidades Básicas de Saúde estão funcionando em horário ampliado, das 16h às 22h

Divulgação


Com o desempenho do programa, o número de atendimentos na UPA e no Hospital Municipal diminuiu

Conforme levantamentos da administração municipal de Ipatinga, apenas nos primeiros 15 dias de implantação do programa “Saúde na Noite”, foram realizados 7.020 procedimentos nas 11 Unidades Básicas de Saúde (UBS) que tiveram atendimento ampliado até às 22h. Com isso, o número de usuários que procuraram a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) e o Hospital Municipal Eliane Martins (HMEM) diminuiu 47% na primeira quinzena de funcionamento do programa, destaca o Executivo.

A redução de pacientes na UPA e HMEM pode ser vista na comparação com a segunda quinzena do mês de janeiro. Naquele período, informa o governo ipatinguense, as duas unidades contabilizaram, juntas, aproximadamente 1.700 atendimentos. Após o programa entrar em funcionamento, o número caiu para 900 acolhimentos.

''Saúde na Noite''
O atendimento em horário ampliado está sendo possível com a oficialização da adesão do município ao programa federal “Saúde na Hora”, para o qual Ipatinga se habilitou.

“O programa supre uma necessidade muito grande que nós temos no município, que é descongestionar a Unidade de Pronto-Atendimento. É de conhecimento de todos que como o Governo do Estado deve aos municípios quantias astronômicas, alguns tiveram que fechar os hospitais. Com isso, toda a demanda de mais de 30 municípios foi despejada em Ipatinga. Então, quanto mais tiramos o ipatinguense da UPA, atendendo-o no próprio bairro, mais ele deixa de aguardar nas filas. E ainda temos um melhor fluxo dentro da unidade de urgência e emergência”, explica o prefeito Nardyello Rocha.

Atenção Primária
Das 11 UBS’s que atendem ao programa “Saúde na Noite” desde o dia 6 de fevereiro, a unidade do Vila Militar foi a que teve o maior número de usuários atendidos, detalhou o governo. Nos últimos 15 dias, a UBS realizou em média 1.007 procedimentos entre 16h e 22h. O posto de saúde do Canaã também apresentou número expressivo, 891 procedimentos, seguido das UBS’s do Bom Jardim (762), Limoeiro (755) e Esperança 2 (613). As unidades do Bom Retiro, Esperança 1, Iguaçu, Jardim Panorama, Veneza e Vila Celeste registraram, juntas, 2.992 procedimentos.

“Nas UBS’s é possível solucionar até 80% dos problemas de saúde do usuário. Antes, muitas pessoas não conseguiam acessar os serviços de saúde da Atenção Primária porque saíam de casa para trabalhar muito cedo e as unidades de saúde ainda não estavam abertas. Na volta do trabalho, as unidades de saúde já estavam fechadas. Então, a única opção era procurar os serviços de urgência e emergência, como a UPA e o HMEM, para tratar problemas que não eram de urgência e emergência, o que sobrecarregava a rede hospitalar”, explicou a secretária municipal de Saúde, Érica Dias.

Odontologia
O funcionamento do “Saúde na Noite” somente foi possível após a cidade atender exigências de adesão específicas do Programa Saúde na Hora, lançado em maio do ano passado pelo Ministério da Saúde. Entre os requisitos está o de manter a composição mínima das Equipes de Saúde da Família – com médico, enfermeiro, dentista e auxiliar de enfermagem – sem reduzir o número de equipes que já atuam no município.

Assim, das 24 equipes de odontologia existentes no município, foram estendidos os horários em cinco unidades para atender o “Saúde na Noite” no Esperança, Canaã, Limoeiro, Vila Celeste e Vila Militar. Nestes locais o serviço de saúde bucal também funciona, além do horário convencional, de 16h as 22h. Juntas, as UBS’s realizaram 196 atendimentos odontológicos nos últimos 15 dias.

12 unidades
A partir de março, a Unidade de Saúde do Bethânia passará a funcionar também de 16h as 22h, com atendimento médico, de enfermagem e vacinação. A ação do governo municipal vai atender de forma especial, além dos moradores do bairro, os residentes do Taúbas, Vagalume e das comunidades do Santa Rosa e Alto do São Francisco.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO