Ipatinga perde um pioneiro

Aos 102 anos, morre Francisco Mário de Oliveira – Quitó

Um dos metalúrgicos pioneiros da cidade, o aposentado Francisco Mário de Oliveira, de 102 anos, morreu na manhã de domingo, no Hospital Márcio Cunha, em Ipatinga, onde estava internado há pouco mais de uma semana.

Arquivo familiar


Francisco Mário tinha 102 anos
Francisco Mário de Oliveira, a quem os amigos e familiares chamavam de Quitó, nasceu em 22 de outubro de 1917, filho de José Francisco de Oliveira e Alice Isabel da Encarnação, num lugarejo chamado Piraguara, às margens do Rio Piranga, na microrregião de Viçosa.

Veio para Ipatinga em 1959 para fazer testes na Usiminas, entrando para a empresa com a matrícula nº 735, indo trabalhar no almoxarifado, recebendo os materiais que chegavam na pequena estação de trens do bairro Horto. Em maio de 1960 trouxe a família para o Vale do Aço, levando-os para morar na fazenda ‘Mangueira’, em Pedra Corrida.

Em dezembro de 1960, mudou para uma casa no bairro Caladinho, em Coronel Fabriciano, indo depois para o distrito de Melo Viana, onde ficou até dezembro de 1963, quando a Usiminas cedeu-lhe uma casa no bairro Bom Retiro. Trabalhou ainda nos setores de caldeiraria e alienados pela Usiminas, aposentando-se em 1983.

Em Ipatinga, Francisco Mário sempre esteve envolvido em movimentos religiosos, atuando na Sociedade São Vicente de Paulo (Vicentinos) e integrando a equipe de Eucaristia da Igreja Nossa Senhora da Conceição, no Bom Retiro. Casado com a professora Natércia de Souza Oliveira (Escola Gente Inocente), teve 14 filhos, 13 dos quais ainda vivos.

Um dos mais antigos assinantes e leitor assíduo do jornal, Francisco Mário de Oliveira era sogro do jornalista e revisor Nivaldo Resende, que integra a equipe de profissionais do Diário do Aço.

A família decidiu que o velório será realizado nesta segunda-feira (24), a partir de 5h e até o meio-dia, na Funerária Nova Aliança, na avenida Londrina, 490, bairro Veneza II. O sepultamento ocorrerá logo em seguida, no cemitério Parque Senhora da Paz, em Ipatinga.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Luiz Santos Destro 25 de Fevereiro, 2020 | 08:22
É uma perda irreparavel, cumpriu seu legado deixando bons exemplos e admiração de todos. Vá com DEUS Sr. Francisco.
Anti17 24 de Fevereiro, 2020 | 11:22
Não conhecia este Sr., Mais só de ser um metalúrgico sem dúvida nenhuma ele é um vencedor!!!
Tem o meu respeito e que Deus conforte a família!!!
Paulo Giusti 24 de Fevereiro, 2020 | 07:56
Um homem tão bom e tão alegre que sua morte deve ser comemorada. Pela família que construiu com alegria e extremo bom humor. Tenho certeza que ele gostaria de ser levado com alegria. Uma honra ter sido seu amigo. Vai Seu Quitó, fazer festa lá em cima!
Nelson Victor 24 de Fevereiro, 2020 | 00:59
Não conheci esse Sr.. más pelo li sobre a sua trajetória de vida, fiquei muito feliz em ver q esse Sr é um exemplo de vida pra todos nós, um VICENTINO tem o meu respeito e admiração. Meus sentimentos a todos os familiares, e descanse em paz Sr Quitó...... ???????????????????????
Ivair Batista de Oliveira 23 de Fevereiro, 2020 | 22:30
Meu abraço a todos os familiares, sintam-se fortificados na paz de nosso salvador ' jesus '.
José do Carmo Teixeira 23 de Fevereiro, 2020 | 16:38
Francisco- amigo do meu pai, Antenor, e pai de amigas e amigos meus, nem posso lhe desejar mais do que merece. Só o que merece já é demais. Nós estamos saudosos, tristes até. Mas, sabemos que o Céu está em festa. Beijos, meu amigo!
Aurélio Miguel Arruda 23 de Fevereiro, 2020 | 14:30
Grande Sr. Quitó, cumpriu seu legado e deixou belos exemplos na comunidade ipatinguense. Deus conforte família e amigos. Em especial Zélia e Terezinha que conheço e herdaram o prazer em servir o próximo.
Vá em paz Sr. Quitó!
Maria das Graças Mota de Souza 23 de Fevereiro, 2020 | 13:18
Meus sinceros sentimentos a família,o ETERNO NOSSO D"us, já o recebeu em seus braços!
R.I.P.
Messi José 23 de Fevereiro, 2020 | 12:50
Não o conheci, porém lendo a reportagem, fica claro que o mesmo cumpriu uma bela missão. Veio para fazer história e ser parte dela. Nossa missão nesse planeta é a evolução. O espirito quando consegue desprender-se dos valores materiais, é a maior sintonia que um ser humano pode alcançar. Parabéns pelas lições deixada...e o espirito nesse momento cumpre aquele o mais brilhante desejo...o de ser luz..."A família, peço ao Deus pai a sabedoria para lidar com a saudade e beleza das lições deixada por esse espirito de luz".

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO