Ipatinga perde de virada para o Nacional de Muriaé

Tigre saiu na frente, teve um jogador expulso e viu o time da casa virar o placar nos minutos finais da partida

Divulgação Ipatinga


Nacional e Ipatinga disputaram a 3ª rodada do Módulo B em Muriaé

O Ipatinga sofreu a primeira derrota no Módulo B do Campeonato Mineiro na noite desta quinta-feira, em duelo contra o Nacional, no estádio Soares de Azevedo, em Muriaé. A partida, que terminou 2 a 1 para o time da casa, foi válida pela terceira rodada do certame.

O Tigre abriu o placar aos 8 minutos com Dyorgenes, mas na segunda etapa teve um jogador expulso, o zagueiro Léo Felipe. Com isso, o Nacional fez forte pressão e conseguiu empatar o jogo aos 41 minutos com João Willian. Dois minutos depois, Elder fez o gol da virada após uma cobrança de escanteio.

Com a derrota, o Ipatinga permanece na quinta posição, com quatro pontos. O próximo compromisso do Tigre será no Ipatingão. Em casa, a equipe vai enfrentar o Democrata-GV, às 16h do dia 29, um sábado.

O jogo
O Ipatinga começou o duelo em Muriaé partindo para cima do adversário e abriu o placar logo aos 8 minutos do primeiro tempo, com o atacante Dyorgenes. Depois do gol, o Tigre continuou insistindo e quase ampliou o placar aos 13 minutos, quando Richard Tank fez o goleiro adversário tirar a bola em cima da linha.

Aos 23 minutos Paulo Vitor fez uma bela intervenção para salvar o Tigre do gol de empate. A defesa em dois tempos do arqueiro impediu o gol de Elder.

Aos 30 minutos Richard Tank quase ampliou o marcador, chutando uma bomba no travessão. Momentos depois, Rodrigo tomou um cartão amarelo por fazer falta no atleta do Nacional.

Aos 44 minutos Paulo Vitor fez outra grande defesa para livrar o Tigre do empate, dessa vez ele pegou um chute de Yan Carlos.

Segundo tempo
O time da casa voltou a campo disposto a reverter o placar. Aos 24 minutos o Ipatinga ficou com um jogador a menos. O zagueiro Léo Felipe, que já tinha amarelo, fez falta sobre o atacante Vitinho, levou novo cartão e foi expulso de campo.

Jogando com um a mais, o Nacional pressionou ainda mais o Tigre, mas sempre parava na defesa adversária, que precisou fazer muitas faltas fora da área para manter o time da casa longe do gol. Mas, de tanto tentar, o Nacional conseguiu furar o bloqueio ipatinguense e empatou o jogo aos 41 minutos com João Willian, em cobrança de falta.

Aos 43, o mesmo João Willian cobrou escanteio e, dentro da área, Elder escorou para a rede e marcou o gol de virada do Nacional.

Escalações
Nacional: Leandrão; Jairo, Elder, Douglas Alemão, Jhonatan Moc (Douglas); Rodrigo Paulista, Dival (Daniel), João Willian; Yan Carlos (Lucas Sales), Rafamar e Vitinho. Técnico - Gian Rodrigues.

Levaram cartão amarelo: Jairo, Douglas Alemão


Ipatinga: Paulo Vitor, Leo Felipe, Zé Leandro, Breno e Rodrigo (Luciano Pit); Caetano, Júnior Ramos e Tchô; Dyorgenes (Ézio), Flávio (Marcus Molinari) e Richard Tank. Técnico - Gérson Evaristo.

Levaram cartão amarelo: Breno, Rodrigo, Léo Felipe (dois), Ézio

Arbitragem: Ricardo Marques Ribeiro, auxiliado por Bernardo de Souza Pádua e Rodney Faria Lima.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Hans Muller 21 de Fevereiro, 2020 | 13:45
Não se pode tomar um gol aos 41 e aos 43 minutos do segundo tempo. Tudo mundo para o jogo neste peíodo da partida. A imprensão que tenho de além do time não estar bemd e perna, faltou concentração e malícia. A gordura obtida em Uberlândia já era. Temso que parar com expulsões e parar de tomar gols no final como aconteceu também contra o Athetic. Ou faz o dever de casa ou será mais um ano no MOdulo II. Que venha a Pantera.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO