Galo consegue vitória na Fifa em caso Otero

O Huachipato acionou a Fifa alegando que o Galo fez o empréstimo de forma falsa, encobrindo uma venda aos árabes

Bruno Cantini


Empréstimo de Otero ao Al Wehda virou motivo de disputa entre Huachipato e Atlético

A Fifa negou o pedido do Huachipato, do Chile, de receber metade dos 5 milhões de euros (R$ 21,5 milhões à época) da negociação entre Atlético e Al Wehda, da Arábia Saudita, pelo empréstimo do meia Otero. Os chilenos queriam ser ressarcidos pelo clube brasileiro em 50% do valor da negociação.

O Huachipato acionou a Fifa alegando que o Galo fez o empréstimo de forma falsa, encobrindo uma venda aos árabes. Quando Otero saiu do time chileno, por contrato, caso houvesse uma venda do jogador, o Huachipato teria direito a metade do valor negociado.

No acordo de empréstimo para o Al Wehda, havia um prazo fixado para que o clube árabe exercesse o direito de compra, o que não aconteceu, pois Otero voltou ao Atlético no meio de 2019. Sendo assim, não houve a venda definitiva, o que ajudou o Galo no processo da Fifa.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO