Operação Turbulência prende 14 por tráfico de drogas em Manhuaçu

Divulgação PCMG


Investigações apontam que líder de organização criminosa comanda, de dentro da cadeia, células do crime em Manhuaçu e Belo Oriente

Na madrugada desta quinta-feira (20), a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) desencadeou a Operação Turbulência, com o objetivo de combater os crimes de tráfico de drogas, homicídio e posse e porte ilegal de arma de fogo na cidade de Manhuaçu, na Zona da Mata. Quatorze pessoas ligadas ao tráfico foram presas na ação em virtude de mandados de prisão.

Além disso, a operação resultou na apreensão de 72 porções de cocaína e 28 buchas de maconha. As ações se concentraram no bairro Matinha, na comunidade São Francisco de Assis e na região conhecida como “Campo de Avião”, no bairro Nossa Senhora Aparecida.

Investigações apontaram que um homem que cumpre pena por tráfico de drogas e outros crimes lidera, de dentro da cadeia, uma organização criminosa. Foi constatado que o grupo tinha células criminosas espalhadas por diversos pontos cidade de Manhuaçu e também com ramificação no município de Belo Oriente, no Vale do Aço.

Durante este ano, as grandes apreensões de drogas e armas de fogo realizadas pela Polícia Militar em Manhuaçu, relacionadas à organização criminosa alvo da operação de hoje, resultaram nas investigações da PCMG, que instaurou inquérito para apurar as atividades criminosas do grupo.

A ação recebeu o nome de “Turbulência” por ter como objetivo desarticular as atividades de tráfico de drogas no município. Foram empenhados cem policiais, entre civis e militares.

Mais:
Operação do Gaeco cumpre mandados de busca e prisão em Ipatinga
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

MAIS FOTOS

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO