Troca de tiros entre criminosos deixa dois feridos em Coronel Fabriciano

Feridos são colegas e se desentenderam por motivos desconhecidos no fim da tarde desta quarta-feira

Divulgação Polícia Militar


Porções de maconha, celular, dinheiro e um cartucho vazio de arma de fogo foram apreendidos no local do crime

Dois jovens envolvidos com crimes saíram feridos de uma troca de tiros na rua Jequitibá, no bairro Córrego Alto, em Coronel Fabriciano. Os feridos seriam integrantes de uma gangue criminosa do bairro Santa Cruz e se desentenderam por motivos ainda não esclarecidos pela polícia. Um deles, L.F.A., de 19 anos, estava com mandado de prisão expedido pela Justiça. Feridos, ele e um adolescente de 17 anos ficaram internados no hospital.

A Polícia Militar foi informada sobre um tiroteio no Córrego Alto, por volta das 17h30, e que havia uma pessoa baleada no fim da rua Jequitibá. O adolescente foi localizado ensanguentado já caído na rua e amparado por populares. Ele informou quem seria o autor dos tiros, um indivíduo que já tem passagens pela polícia. O ferido acrescentou que o acusado e outra pessoa foram até uma região conhecida como “curral”.

Por motivos que ele não revelou, o atirador sacou uma arma de fogo e disparou. Mesmo ferido, o adolescente alega que conseguiu correr para buscar ajuda. Enquanto os policiais socorriam o jovem baleado, chegou uma denúncia que havia outra pessoa atingida por tiro na rua Seis, no mesmo bairro.

L.F. foi encontrado sentado no chão também sangrando. Ele e o adolescente foram encaminhados pelos policiais para o Hospital Dr. José Maria de Morais onde ficaram internados.

Ferimentos

O adolescente apresentava ferimentos no lado esquerdo do tórax e na coxa direita. Já o maior de idade estava ferido na clavícula direita e na parte de trás da cabeça. O projétil não perfurou o crânio, conforme informaram os médicos aos policiais militares que socorreram os dois feridos.

No hospital, os PMs apuraram que L.F. estava com um mandado de prisão expedido pela Justiça. Eles receberam voz de prisão e apreensão e ficaram com escolta policial.

Apesar da alegação do jovem de 17 anos, os policiais apuraram que ele contou uma parte da história apenas. A informação de pessoas, que não quiseram se identificar, era que os dois feridos trocaram tiros entre si, pois ambos estavam armados. O terceiro envolvido na situação, colega dos autores, fugiu levando as armas de fogo que os dois portavam.

Alvo de operações

O tenente Igor, do Tático Móvel do 58º Batalhão da Polícia Militar, disse ao Diário do Aço ainda na noite de terça-feira que foi com as equipes ao local do fato. Na região do “curral” foram encontradas 28 porções de maconha, um celular, dinheiro e ainda um cartucho deflagrado. As buscas continuam para a localização do terceiro envolvido na confusão.

O militar informou ainda que a PM realiza operações constantes naquela região para evitar os crimes contra a vida mas, diferentemente dos outros fatos, os dois feridos tiveram um desentendimento entre eles e seriam amigos. Os dois são integrantes de uma quadrilha do bairro Santa Cruz, grupo que está em “guerra” contra outra quadrilha do bairro Manoel Maia.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO