Galo tem noite de tudo ou nada na Sul-Americana

Para avançar no torneio, Atlético precisa vencer o Unión por pelo menos quatro gols de diferença

Bruno Cantini


Atlético precisa de resultado histórico para avançar no torneio

Após a estreia ruim na Copa Sul-Americana no dia 6 de fevereiro, quando perdeu de 3 a 0 para o Unión de Santa Fé, na Argentina, o Atlético precisa agora de um placar histórico para avançar no torneio. As duas equipes voltam a campo às 21h30 desta quinta-feira, no Independência.

Para seguir na Sula, o Galo precisa de uma vitória por pelo menos quatro gols de diferença. Triunfo alvinegro por 3 a 0 leva a decisão para os pênaltis. Qualquer outro resultado é favorável ao Unión.

Essa virada de placar para garantir a sonhada e difícil classificação só aconteceu duas vezes na história da Sula. A primeira foi em 2003, quando o Libertad-PAR, que havia perdido o jogo de ida por 3 a 0 para o Nacional-URU, devolveu o placar no jogo de volta e garantiu a classificação nos pênaltis. Em 2017, o Deportivo Anzoátegui-VEN abriu o confronto com um 3 a 0 sobre Huracán-ARG. Na segunda partida, os argentinos reverteram o placar, aplicando um 4 a 0.

Para o confronto desta quinta-feira, Rafael Dudamel não vai contar com Diego Tardelli e Savarino, que não foram inscritos nessa fase do torneio; Allan, que foi expulso no jogo da Argentina; além de Cazares, Bruno Silva e Gustavo Blanco, que estão no departamento médico.

Como o venezuelano segue comandando treinos fechados na Cidade do Galo, ainda não há definição de quem entra em campo. Mas a provável equipe que deve buscar a classificação é: Michael; Mailton, Réver, Gabriel (Igor Rabello) e Fábio Santos (Guilherme Arana); Jair, Nathan e Dylan Borrero; Hyoran, Marquinhos e Di Santo (Ricardo Oliveira).

Em entrevista concedida ao Superesportes, o atacante Marquinhos admitiu a dificuldade da partida, mas disse que a tarefa não é impossível. “O Atlético já é conhecido por isso. É o time do impossível. A gente está trabalhando, a gente está totalmente focado neste jogo. A gente sabe que não vai ser fácil fazer três, quatro gols. Pezinho no chão, porque tenho certeza que nós vamos sair classificados”.

Por outro lado, o treinador afirmou que esta será uma partida de tudo ou nada para o Galo. “O Atlético deve ter uma postura ofensiva, os torcedores podem esperar uma equipe que irá buscar a partida. Vai ser uma partida de muito desgaste, o Unión vem de derrota nas últimas duas partidas, toda sua porta é a Sul-Americana. Temos que ir para o tudo ou nada. Não vai ser fácil, mas vamos nos entregar ao máximo para fazer tudo possível para conseguir”, garantiu Dudamel.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO