Casal é preso com droga que seria vendida no Carnaval, em Jaguaraçu

Mulher teria sido contratada para transportar cocaína com o objetivo de evitar a localização do entorpecente

Divulgação Polícia Militar


A cocaína seria vendida durante o período do carnaval, segundo a PM

Um casal foi preso na noite deste sábado (15), suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas na rua Bonfim, no bairro Alberto Scharlet, em Jaguaraçu. Com V.R., de 50 anos e C.L.L., de 32 anos, foram apreendidos mais de 50 pinos com cocaína. Segundo a PM, o entorpecente seria vendido durante o período do Carnaval.

A equipe da PM recebeu uma informação anônima que V. estava indo para Jaguaraçu levar drogas com o objetivo de abastecer traficantes para o Carnaval na região. Ele usaria uma mulher para o transporte do entorpecente para ludibriar os policiais, caso ocorresse alguma abordagem policial, mas C.L. acabou encontrada no ônibus da Viação Marli.

Ela é conhecida, segundo a PM, por envolvimento com drogas. Ao ser perguntada sobre a droga, a mulher retirou de dentro do sutiã uma pedra de crack. Ela confirmou que havia combinado com V. sobre o transporte da droga de Coronel Fabriciano até Jaguaraçu e iria receber como pagamento uma porção de crack.

Os militares foram até a casa de V., mas ele acabou avistado na casa da tia dele. O suspeito viu a chegada dos policiais e soltou uma sacola amarela. Em seu interior havi 54 pinos com cocaína e ainda a quantia de R$ 132, que estava em poder do homem denunciado.

V.R., que saiu da cadeia recentemente, teria dito aos policiais que realmente a droga seria de sua propriedade, e seria usada para levantar um dinheiro e fazer o tratamento de uma doença na próstata. Os dois detidos foram encaminhados para o plantão da 1ª Delegacia Regional de Ipatinga com o entorpecente apreendido na ocorrência da PM.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO