Cruzeiro avança na Copa do Brasil

Com um jogador a menos, Raposa empatou com o São Raimundo em Roraima

William Roth/Light Press/Cruzeiro

O Cruzeiro levou susto, passou sufoco, mas avançou para a segunda fase da Copa do Brasil 2020. Maior campeão do torneio, a Raposa foi até Boa Vista para enfrentar o São Raimundo-RR. Em uma partida cheia de gols, os mineiros conseguiram segurar o empate em 2 a 2, mesmo com um jogador a menos durante parte do segundo tempo.

Na próxima fase, o Cruzeiro terá pela frente o Boa Esporte, em um duelo mineiro. O mando de campo do confronto será do time de Varginha.

O jogo
Em uma partida equilibrada, o São Raimundo contou com o apoio da torcida e conseguiu inaugurar o marcador aos 25 da etapa inicial. Após cobrança de falta, a bola sobrou para Veracruz, que completou para o fundo das redes e saiu na frente: 1 a 0 para os mandantes.

Atrás no placar, o Cruzeiro partiu para cima e conseguiu a igualdade aos 33 minutos. Depois de escanteio cobrado na área, Edu pegou a sobra da defesa e bateu cruzado, com força, para empatar a partida em Roraima.

Na volta dos vestiários, a Raposa não deu tempo para os donos da casa respirarem e logo viraram o placar. Aos quatro minutos, o time de Belo Horizonte encaixou ótimo contra-ataque. Maurício bateu cruzado e encontrou Alexandre Jesus livre, que só teve o trabalho de empurrar para o gol: 2 a 1 para os mineiros.

A resposta, no entanto, veio 15 minutos mais tarde. Alex descolou bom cruzamento e encontrou Stanley nas costas da defesa. O atacante bateu de primeira, colocou no fundo da rede e manteve o São Raimundo vivo na partida: 2 a 2.

O Cruzeiro passou a jogar com um a menos a partir dos 32 minutos, quando Edu recebeu o segundo cartão amarelo e foi para o chuveiro mais cedo. Apesar disso, a Raposa conseguiu segurar a pressão e manteve o empate, garantindo a vaga na segunda fase da Copa do Brasil.

São Raimundo
Éder; Alex, Vera Cruz, Alan e Maia; Belão (Klebinho), Juca (Igor Felipe), Emerson, Igor e Marcos Felipe; Vanilson (Stanley). Técnico: Chiquinho Viana

Cruzeiro
Fábio; Edílson, Cacá, Leo e João Lucas; Edu e Adriano; Alexandre Jesus, Maurício (Arthur) e Jhonata Robert (Judivan, depois Pedro Bicalho); Roberson. Técnico: Adilson Batista

(Agência Brasil)
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO