Acabou a farra do dólar baixo, afirma ministro

Paulo Guedes afirma que dólar alto é importante para a reindustrialização do Brasil; com dólar baixo, ministro diz que tinha até “empregada doméstica indo pra Disneylândia. Uma festa danada. Peraí"

Wilson Dias /Agência Brasil


Paulo Guedes faz palestra no Seminário de Abertura do Legislativo de 2020

O ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu nesta quarta-feira (12) a alta do dólar, como forma de desestimular a saída de dinheiro do Brasil para gastos no exterior. Nessa quinta-feira (13), o dólar comercial começa a ser negociado a R$ 4,36, e mantém a tendência de alta iniciada na semana anterior. Desde a criação do Real, em julho de 1994, esse é o maior patamar já alcançado pela moeda estadunidense.

Pois o preço do dólar deverá permanecer alto. O ministro Guedes afirmou, em Brasília, durante um evento nessa quarta-feira, que “não tem negócio de câmbio a R$ 1,80”, que isso desincentiva a produção industrial interna e até mesmo, o turismo dentro do Brasil.

Ao defender sua tese, entretanto, Guedes “escorregou” no discurso e foi duramente criticado na noite de quarta-feira.

“Todo mundo indo pra Disneylândia. Empregada doméstica indo pra Disneylândia. Uma festa danada. Peraí. Vai passear ali em Foz de Iguaçu, vai passear ali no Nordeste, cheio de praia bonita. Vai pra Cachoeiro de Itapemirim, vai conhecer onde o Roberto Carlos nasceu. Vai passear no Brasil, vai conhecer o Brasil, que tá cheio de coisa bonita pra ver”, disse o ministro.

Depois de sentir o mau estar que gerou com a fala sobre as viagens que as domésticas fazem, Guedes tentou minimizar o estrago, dizendo que o dólar baixo permite a todo mundo ir para a Disney, até as classes mais baixas.

“Todo mundo tem que ir para Disneylândia conhecer Walt Disney. Mas não ir três, quatro vezes ao ano, até porque o dólar a R$ 1,80, tinha gente indo quatro vezes ao ano. Vai aqui para Foz do Iguaçu, Chapada da Diamantina, conhece um pouco do Brasil, conhece a selva amazônica e, da quarta vez, conhece a Disneylândia. Então, é só isso que digo. Mudamos o mix”, tentou corrigir. (Com agências)
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Subaru Hoshikawa 14 de março, 2020 | 22:48
Falou pouco mais falou muita merda,por isso seu governo tá afundando só quer beneficiar rico,o pobre não pode nem viajar para o exterior, que eles colocam o câmbio lá em cima,deviam seguir o exemplo dos outros países desenvolvidos onde todos são tratados iguais não importando raça,cor, rico, pobre,todos consegue ter lazer ter um bom carro.primeiro deviam mudar a carga tributária ,acabar com tantos impostos, tirar as suas mordomias,acabar com a impunidade do legislativo e executivo.so assim pra trazer de volta a economia,lula molusco pode ter limpado o Brasil todo mais no governo dele foi o que o pobre foi mais beneficiado e não lesado igual nós próximos governos.
Costa Alves G 13 de fevereiro, 2020 | 12:08
Não estou preocupado se pobre ia efetivamente para a Disney ou não, com o dólar mais em conta. O que todos deveriam refletir é no significado da fala do ministro de Estado. Graças ao meu trabalho, e da minha família, qualquer um dos meus poderia viajar para qualquer lugar do mundo e pagar à vista. Não me preocupo com meu umbigo, me preocupo com a exclusão cada vez maior dos menos favorecidos. Me preocupo com um governo que tirou da lata de lixo da história conceitos sociais e políticos da década de 1960, já experimentada e que fracassou plenamente, para aplicar agora, na segunda década do século XXI. A propósito, não nasci rico e o que minha família tem hoje é resultado de Escola, dedicação aos estudos e muito trabalho com as oportunidades que tivemos. Mas tenho plena consciência que muitos não conseguem o que eu consegui, o que meus filhos conseguiram, por absoluta falta de oportunidade.
Pedroso 13 de fevereiro, 2020 | 11:06
Nao sou de direita ou esquerda, mas, esse senhir foi muito infeliz nessa fala, mostra que nao esta do lado dos mais simples, e financeiramente mais humildade s, lembrei dessa fala nas próximas eleições
Bolsonaro 13 de fevereiro, 2020 | 08:49
CARA IDIOTA É PORQUE NUNCA PEGOU NO PESADO POR ISSO FALA BESTEIRAS.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO