Dez atrações fecham o Festival de Verão

Evento oferece cinema, teatro, dança música e aulões gratuitos na última semana de programação

Divulgação/ACS CCU


Elizeu Gomes, Lis Brasil, Ildon Pinto estão em Geral do Samba
A quinta edição do Festival de Verão Vale do Aço se despede em grande estilo com várias atrações para todas as idades. Nesta última semana da programação realizada pelo Instituto Usiminas, com patrocínio da Usiminas por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, vai ter cinema, teatro, dança música e aulões gratuitos, entre outros.

Para as atrações pagas, o público pode comprar ingresso no valor de meia-entrada, mediante doação de 1 kg de alimento a ser destinado para entidades para região, por meio do programa Ingresso Solidário. Mais informações: www.institutousiminas.com.

A primeira atração é a sessão gratuita do filme “Los Silencios”, promovida pelo Los Películas Cineclube, na quarta-feira (12), às 19h30, no Teatro do Centro Cultural Usiminas.

Divulgação/ACS CCU


A atriz Eunice Profeta em “Bombyx Mori - de lagarta a mariposa”
O longa narra a história de Amparo (Marleyda Soto) e seus filhos Nuria e Fábio que chegam a uma pequena ilha no meio da Amazônia, fugindo do conflito armado colombiano, onde o pai (Enrique Diaz) e a filha do casal desapareceram. Certo dia, ele reaparece e a família é assombrada.

Quinta-feira (13), é dia de samba no Teatro do Centro Cultural Usiminas com “Geral do Samba”, às 20h; e de drama no Teatro Zélia Olguin com “Bombyx Mori - de lagarta a mariposa”, às 20h.

O grupo “Que Samba Bom” vai apresentar clássicos que se eternizaram entre o melhor do samba e do choro, além de realizar intervenções teatrais e dança, homenageando o grande sambista Geraldo Pereira.

Já o Grupo de Teatro Entreactos mostra a história de três mulheres que tecem e compartilham suas histórias com dramas, alegrias, tragédias e transformações. A peça é uma livre adaptação da obra de Marina Colasanti “A Moça Tecelã”.

Divulgação/ACS CCU


Hyuri Luna vai mostrar os encantos e possibilidades da viola caipira
Viola e Choro
A sexta-feira vai ser de muita música no Festival, com o show “Hyuri Luna - A viola e a estrada”, no Teatro do Centro Cultural Usiminas, às 20h, e “O Choro do Vale”, no Teatro Zélia Olguin, também, às 20h.

Hyuri Luna faz uma mistura de lap steel, piano, bateria e acordeom que, de forma contemporânea, acolhem a viola e seu cantador em influências de gêneros musicais como o rock, música clássica, MPB e o country.

O Grupo Choro do Vale une choro ao samba de raiz e ao baião. Com repertório diversificado, o grupo tem como objetivo transmitir um clima das rodas de choro tradicionais do país.

Divulgação/ACS CCU


El Abrazo vai mostrar a extraordinária arte de dançar tango no sábado
Danças
A dança vai dar O tom da programação de sábado (15/2). Prata da casa, o Hibridus Dança leva dança contemporânea para o público infantil com “Coisa é Tudo”, no Teatro Zélia Olguin, às 17h.

Dirigido por Tuca Pinheiro, o trabalho é resultado de um projeto de conversas com o público infantil, no qual a escrita coreográfica mostra conexões com a família, com o outro, com as coisas e o tempo das coisas.

No teatro do Centro Cultural Usiminas tem “Batuca Tango”, às 20h, com a companhia El Abrazo, que apresentará ao público todos os vieses que o tango permite, trazendo novas e amplas possibilidades, mantendo como característica principal o abraço.


Aulões gratuitos
O Festival de Verão também leva saúde e descontração ao público com três aulões gratuitos realizados no sábado, de 16h às 19h, no Centro Cultural Usiminas.

Rodrigo Zeferino/Divulgação/ACS CCU


Dom Quixote vai fechar a programação do festival, na tarde de domingo
Com duração de uma hora cada, os encontros vão mostrar um pouco do que é oferecido nos cursos permanentes do Instituto Usiminas ao longo do ano. O público poderá fazer uma aula experimental de Canto Popular, com Nívea Paula (16h); ioga, com o professor Gessé Rosa (17h), e Dança de Salão, com o professor Jorge Soares (18h).

Hip Hop e infantil
No domingo (16/2), quem curte a cultura hip hop tem encontro marcado no Teatro Zélia Olguin, às 14h, quando ocorre o Ipatinga Battle 7ª edição. A iniciativa do grupo Portal de Cultura Urbana incentiva a prática das danças urbanas por meio de competições realizadas anualmente em Ipatinga, com muita música, batalhas de break, e dança.

O Festival se despede do público às 17h, com “As aventuras de Super-Quixote”, inspirado no clássico de Miguel de Cervantes. No palco, Aoo lado de seu fiel escudeiro, Sancho Pança, Dom Alonso Quixano enfrenta gigantes, dragões e ladrões para impressionar sua amada Dulcineia. O problema é que tudo só existia na cabeça do Super-Quixote.

SERVIÇO:
12/02 (quarta)
Los Películas Exibe: Los Silencios
Local: Teatro do Centro Cultural Usiminas
Horário: 19h30
Entrada gratuita

13/2 (quinta)
Geral do Samba
Local: Teatro do Centro Cultural Usiminas
Horário: 20h
Ingressos: R$ 15 (ingresso solidário)

"Bombyx Mori - de lagarta a mariposa"
Local: Teatro Zélia Olguin
Horário: 20h
Ingressos: R$ 15 (ingresso solidário)

14/2 – (sexta)
Hyuri Luna - A viola e a estrada
Local: Teatro do Centro Cultural Usiminas
Horário: 20h
Ingressos: R$ 20 (ingresso solidário)

O Choro do Vale
Local: Teatro Zélia Olguin
Horário: 20h
Ingressos: E$ 15 (ingresso solidário)

15/2 (sábado)
Batuca Tango
Local: Teatro do Centro Cultural Usiminas
Horário: 20h
Ingressos: R$ 20 (ingresso solidário)

Coisa é tudo
Local: Teatro Zélia Olguin
Horário: 17h
Ingressos: R$ 15 (ingresso solidário)

Aulões Experimentais gratuitos
Canto Popular, Yoga e Dança de Salão
Horário: 16h às 19h
Local: Centro Cultural Usiminas

16/2 (domingo)
Ipatinga Battle 7ª edição
Local: Teatro Zélia Olguin
Horário: 14h
Ingressos: R$ 15 (ingresso solidário)

As aventuras do Super-Quixote
Local: Teatro do Centro Cultural Usiminas
Horário: 17h
Ingresso: R$ 15 (ingresso solidário)
Mais informações: 31.3822.3031
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO