Correios abrem inscrição para concurso internacional de cartas

Podem participar alunos de até 15 anos das redes pública e privada

Elza Fiúza/Arquivo Agência Brasil


Inscrições podem ser feitas no site dos Correios
(Kamilla Cerbino – Estagiária da Agência Brasil)
Começam hoje (10) nos Correios as inscrições para o Concurso Internacional de Redação de Cartas. A competição tem como objetivo estimular jovens e crianças a expressar sua criatividade e a melhorar seus conhecimentos linguísticos por meio da redação. A iniciativa, desenvolvida em parceria com escolas e estudantes de todo o país, recebeu mais de 6 mil inscrições no ano passado.

Neste ano, o tema da redação é “Escreva uma mensagem para um adulto sobre o mundo em que vivemos” e podem participar alunos de até 15 anos das redes públicas e privadas. A redação deve ser escrita de próprio punho, com caneta esferográfica preta ou azul.

As inscrições podem ser feitas até o dia 20 de março.

Premiação

Segundo os Correios, o primeiro colocado de cada estado, e sua respectiva escola, receberão prêmios em dinheiro e participarão da fase nacional.

Na segunda fase, serão premiados os três melhores colocados.

Além de troféu, os vencedores receberão certificado e prêmios de até R$ 10 mil. O primeiro lugar nacional representará o Brasil na etapa internacional.

O regulamento completo do Concurso Internacional de Redação de Cartas e o formulário de inscrição estão disponíveis no site dos Correios.

A competição é promovida anualmente pela União Postal Universal, sediada em Berna, na Suíça, com o objetivo de melhorar a alfabetização por meio da arte.

Já publicado

Receita exigirá CPF de destinatário em encomendas internacionais
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO