''Constelação Familiar'' é tema de palestra gratuita em Ipatinga

O conteúdo ministrado na palestra será o mesmo nos dois dias

Alex Ferreira


O evento ocorrerá dentro do salão do Júri do Fórum da Comarca de Ipatinga, nos dias 13 e 14

O salão do Júri do Fórum da Comarca de Ipatinga receberá, nessa semana, mais uma atividade do programa "Com Viver", que visa a solução pacífica dos conflitos familiares. Na quinta-feira (13) e sexta-feira (14), das 13h30 às 16h, será realizada uma palestra, com entrada gratuita, sobre “Constelação Familiar”, uma prática terapêutica que trata conflitos familiares. Esse evento é realizado pelo Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) de Ipatinga. A palestra será ministrada pelo psicólogo e terapeuta transpessoal, Luciano Valadares.

O público-alvo dessa palestra é formado por pais em processo de separação ou que lidam com divórcio, guarda de criança, regulamentação de convivência e alienação parental. As inscrições podem ser feitas pelo e-mail: cejusc.iig@tjmg.jus.br. O conteúdo ministrado na palestra será o mesmo nos dois dias.

“Com Viver”
Diante da dificuldade de conciliação entre familiares, foi criado em 2018 o projeto “Com viver”, pelo Cejusc. O projeto realiza várias palestras e oficinas, sobre temas como mediação, guarda compartilhada, alienação parental, oficina de pais, oficina de filhos, comunicação não violenta e constelação familiar.

Serviço gratuito
O Cejusc oferece um serviço gratuito de orientações em casos como brigas de vizinhos e cobranças indevidas, entre uma série de outras demandas. Não há regra de competência. Abrange várias matérias como divórcios, pensão alimentícia, desapropriação, inventário, guarda de menores de idade, acidente de trânsito, dívidas em bancos e financeiras, relação de consumo, problemas em condomínios, entre outros.

No entanto, há casos que não se pode tratar no Cejusc, como, crimes contra a vida, situações previstas na Lei Maria da Penha, recuperação judicial, falência, invalidade de matrimônio, adoção, poder familiar, interdição e outros.
O atendimento exclui a necessidade de um processo judicial ou da presença obrigatória de advogados e é feito por meio de acordo entre as partes. Podem buscar o serviço pessoas com idade a partir de 18 anos. O interessado deve ir ao fórum ou fazer a reclamação pelo próprio site do Tribunal de Justiça.

O Centro oferece dois tipos de atendimentos, que são a mediação e a conciliação. O primeiro é destinado a casos em que os envolvidos vão continuar convivendo depois do conflito ser resolvido. Cada sessão tem duas mediadoras e elas são mais longas. Já na conciliação, as sessões duram, em média, 30 minutos. Elas buscam soluções para problemas imediatos.

O Cejusc de Ipatinga funciona no Fórum Valéria Vieira Alves, situado na Praça dos Três Poderes - avenida Maria Jorge Selim de Sales, 170 – Centro.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO