UPA é danificada durante surto de jovem, em Ipatinga

Totalmente descontrolado, autor tentou agredir funcionários e provocou danos na unidade de Pronto Atendimento

O descontrole de J.P.F.G., de 22 anos, durante um surto, provocou muito susto em pacientes e funcionários da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Ipatinga, na noite de quinta-feira (6).

Ele foi abordado pela Polícia Militar com um pedaço de madeira depois de ter provocado uma quebradeira na UPA, além de danificar objetos em uma padaria no bairro Canaã.

Os policiais militares patrulhavam o bairro Canaãzinho e foram informados de uma confusão em andamento na UPA. No deslocamento, os policiais depararam-se com J.P. caminhando pela calçada compartilhada de pedestres e ciclistas da avenida Selim José de Sales e levava nas mãos um porrete.

Os militares determinaram que ele soltasse o pedaço de madeira. Foram dadas três ordens para que o suspeito parasse e largasse o porrete, mas ele ignorou os pedidos.

Assim que os policiais se aproximaram do jovem, ele passou a resistir à abordagem e acabou agredindo um dos policiais com socos. Foi preciso o uso da força para que fosse o jovem contido e algemado.

Enquanto os militares tentavam conter o suspeito, segundo a PM, aproximou-se o gerente de uma padaria informando que o preso havia, minutos antes, agredido clientes e quebrado dois vidros de azeite no local. As pessoas agredidas não esperaram a chegada da polícia.
Enviada para o WhatsApp Portal Diário do Aço


Uma das caixas de nangueira de incêndio danificadas na UPA

Danos na UPA

Na UPA, os PMs foram informados que J.P. chegou ao local pedindo para ser atendido, mas não aguardou a confecção da ficha de atendimento e seguiu para a entrada dos corredores. Ele quebrou a primeira porta com chutes, desferiu uma cabeçada contra uma segunda porta e atingiu com um soco a caixa de mangueira de incêndio.

Em seguida o indivíduo passou pelos corredores da UPA quando provocou pânico em pacientes e funcionários. Ele provocou mais danos nos equipamentos públicos e saiu pela guarita da rua Macabeus, onde danificou o vidro da janela. Depois seguiu pelas ruas até ser abordado pela PM na avenida Selim José de Sales. Os danos foram periciados pela Polícia Civil.

J.P. foi detido e levado de volta para a UPA, onde recebeu medicação e foi conduzido pela PM para a delegacia de Polícia Civil. Um dos ferimentos não parou de sangrar e uma unidade do SAMU teve que ser acionada.

Novamente o preso foi levado à Unidade de Pronto Atendimento para a sutura dos ferimentos. Por orientação médica, ele foi encaminhado para o Hospital Municipal Eliane Martins e ficou internado para ser atendido por um psiquiatra.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Sabonete 11 de Fevereiro, 2020 | 09:28
O POVO RECLAMA DE TUDO TAMBÉM.......
Cleonice Silva 08 de Fevereiro, 2020 | 19:00
Uma hora ou outra isso ia acontecer.
Coitado de nós que dependemos da saúde pública.
Somos tratados como lixo,de qualquer jeito pior ainda sem um pingo de respeito e dignidade.
Funcionários mal educados,sem respeito e que não tem amor ao próximo.
Mas deixa estar,Jesus está voltando.
Essas pessoas irão ter o julgamento merecido.
Bando de hipócritas,recebem pra trabalhar e ainda se acham no direito de humilhar o próximo,as pessoas carentes.
Pra Deus não existe separação de classe e cor,mas existe justiça pra esse tipo de seres sem luz.
Ismael Moreira Lopes 08 de Fevereiro, 2020 | 16:40
Esse garoto já tem tido uns problemas metais, pessoa boa porém começou a da crise ultimamente a pouco tempo ele atacou carro de bombeiro. Creio que ele começou a da crise e foi pro UPA, infelizmente ele n foi atendido rapidamente e ficou fora de controle
Lucas 08 de Fevereiro, 2020 | 15:02
Tinha certeza que uma hora isso iria acontecer. Afinal, os funcionários são muito mal educados, tratam os pacientes como se não fossem nada.
E ainda, precisa-se ter sorte para ser atendido.
Rogério 08 de Fevereiro, 2020 | 12:56
Os guardas municipais e a polícia militar tem que andar com a arma de choque para poder controlar pessoas em situações de surtos psicóticos.
Kelli Cristina dos Santos 07 de Fevereiro, 2020 | 16:33
Estava passando da hora di acontecer isso porque o atendimento e uma porcaria os fusionaris e muito mau educado não serve pra trabalhar nem com animal porque até os animais merece respeito

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO