Vale do Aço recebe capacitação dos editais de Cultura do Governo de Minas

Juntos, os editais representam um investimento de R$ 2,5 milhões do Fundo Estadual de Cultura em projetos culturais de pessoas físicas, de prefeituras municipais ou entidades conciliadas

Gustavo Lyra


Serão investidos R$ 2,5 milhões do Fundo Estadual de Cultura distribuídos em três editais

Na próxima semana, será ofertada para produtores culturais, artistas, artesãos e agentes públicos da Cultura da Região Metropolitana do Vale do Aço e Colar Metropolitano uma capacitação para a inscrição de projetos nos editais “Minas de Culturas Populares”, lançados em novembro de 2019 pela Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult). O treinamento será no dia 12 (quarta-feira), às 18h30, na sede da Fundação Aperam. A iniciativa é da Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana do Vale do Aço (ARMVA), em parceria com a Secult e apoio da Fundação Aperam.

Juntos, os editais representam um investimento de R$ 2,5 milhões do Fundo Estadual de Cultura em projetos culturais de pessoas físicas, de prefeituras municipais ou entidades conciliadas. O chefe de gabinete da ARMVA, Renato Martins Ferreira, ressalta algumas novidades dos editais. “O Governo de Minas inova nestes editais com critérios que primam pela descentralização e democratização do acesso aos recursos da Cultura. Cidades que, tradicionalmente, possuem menos investimentos públicos na Cultura e de IDHM mais baixos terão prioridade, caso de diversos municípios do nosso Colar Metropolitano.”, salienta Renato.

Para o chefe de gabienete da ARMVA, a capacitação será o momento de sanar dúvidas e alinhar as propostas de acordo com as exigências dos editais. “Entendemos que a Cultura é um dos grandes potenciais do Vale do Aço e que esta área promove o desenvolvimento social e econômico, portanto, decidimos realizar este momento de troca de informações entre os técnicos Secult e agentes da cultura da nossa região para que possamos ter inscritos projetos de qualidade e que atendam os requisitos dos editais”, declara Renato.

Os editais

Serão investidos R$ 2,5 milhões do Fundo Estadual de Cultura distribuídos em três editais:

1 - Culturas Populares (Pessoa Física): O Edital premiará iniciativas de artistas, mestres e demais profissionais vinculados à cultura popular e tradicional visando promover, valorizar e fortalecer as expressões dos diversos grupos e manifestações da cultura popular, tradicional, urbana, afro-brasileira, indígena e outras. Público-alvo: Artistas, mestres, artesãos, produtores, pesquisadores e pessoas físicas vinculadas à cultura popular e/ou tradicional. Total a ser investido: R$ 500 mil – Modalidade: premiação.

2 - Nossa Cultura (Pessoa Jurídica): O Edital destina-se aos órgãos ou entidades de direito público municipal, visando estimular a realização de projetos culturais nas diversas linguagens e temáticas, tais como mostras, festivais, exibições, circuitos de arte, festas populares e outros. Pela modalidade de repasse aos municípios privilegia a descentralização dos investimentos do FEC via análise do Índice de Desenvolvimento Humano dos Municípios – IDHM. Público-alvo: órgãos ou entidades de direito público municipal de natureza cultural. Total a ser investido: R$ 1 milhão – Modalidade: convênio / repasse a municípios.

3 - Nossa Cultura (Pessoa Física): O Edital premiará artistas, produtores e demais profissionais vinculados à cultura para a realização de ações e atividades culturais, tais como concursos, mostras, feiras, festivais, festas populares e outras, com o objetivo de promover a difusão e o acesso aos bens culturais de Minas Gerais, com foco na descentralização dos investimentos do FEC via análise do Índice de Desenvolvimento Humano dos Municípios – IDHM. Público-alvo: artistas, produtores e demais profissionais vinculados ao universo da cultura e arte. Quem pensa, cria, produz e faz cultura. Total a ser investido: R$ 1 milhão – Modalidade: premiação.

O treinamento será no dia 12 (quarta-feira) deste mês, às 18h30, na Fundação Aperam, localizada na Alameda Trinta e Um de Outubro, n.º 500, Centro, Timóteo. O curso gratuito terá duração mínima de duas horas e será ministrado pela equipe técnica da Diretoria de Articulação e Integração Cultural da Secult. As presenças devem ser previamente confirmadas pelo e-mail comunicacao@agenciarmva.mg.gov.br ou pelo telefone (31) 2109-9350. Confira os editais na íntegra aqui.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO