Ex-Atlético e Ipatinga, André Balada morre aos 42 anos

Ele faleceu em casa, em Uberlândia, vítima de um enfarte

Wôlmer Ezequiel


O ex-atacante disputou a Série C do Campeonato Brasileiro pelo Ipatinga em 2006

Morreu nesta quinta-feira, aos 42 anos, o ex-jogador André Moreira Neles, o André Balada. Ele faleceu em casa, na cidade de Uberlândia, vítima de um enfarte. Longe dos gramados desde 2017, o ex-atacante tem passagens por Ipatinga, Uberlândia, Atlético, Palmeiras, Vitória, Benfica e Porto, além de ter atuado pela seleção de Guiné Equatorial.

O ex-atacante disputou a Série C do Campeonato Brasileiro pelo Ipatinga em 2006. Em 2009, ele retornou ao Tigre, dessa vez para disputar a Série B do Brasileirão.

Ao longo da carreira, André colecionou amigos no futebol. Um deles é o astro Neymar, com quem manteve amizade até o fim da vida.

André sofreu com a dependência química durante a carreira e ganhou o apelido pela fama de gostar da vida noturna e de abusar do álcool. Entretanto, em 2004 ele informou que se converteu à religião. Ele chegou a compor músicas gospel e lançar alguns CDs.

O ex-atacante foi campeão do Campeonato Brasileiro da Série B de 2003, pelo Palmeiras; do Campeonato Mineiro de 2000, pelo Atlético, e do Campeonato Gaúcho de 2003, pelo Internacional.

O gol mais famoso de André Balada pelo Galo foi em 2000, pela Copa Mercosul, contra o Boca Juniors, em La Bombonera. Ele fez o gol de empate, por 2 a 2, que classificou o alvinegro para a fase seguinte do torneio. André vestiu a camisa alvinegra em 45 jogos e marcou 17 gols.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO