Encontradas armas, munição e droga na rodoviária de Coronel Fabriciano

Jovem de 21 anos foi presa ao desembarcar de um ônibus da linha Rio de Janeiro a Coronel Fabriciano

Divulgação Polícia Militar


Além do celular furtado encontrado com a passageira, os PMs encontraram duas armas, munição e rádios-transmissores

A verificação de uma denúncia sobre uma jovem que portava um telefone celular roubado possibilitou a apreensão de armas de fogo, munição, drogas e rádios de comunicação no início da madrugada de quinta-feira (6). O material estava em uma bolsa que F.K.O.M.M., de 21 anos, transportava. Ela foi presa ao desembarcar de um ônibus no Terminal Rodoviário de Coronel Fabriciano.

Uma equipe da Polícia Militar recebeu informações, segundo as quais, uma mulher estava com um celular roubado em um coletivo da Viação Rio Doce, na linha Rio de Janeiro, e que seu destino final seria a rodoviária de Coronel Fabriciano. Com a chegada do ônibus os PMs viram uma suspeita com as características repassadas.

Ela foi abordada e informou ser moradora de Coronel Fabriciano, mas que voltava de um passeio na cidade do Rio de Janeiro. A jovem disse que adquiriu o celular há mais de dois anos em um “topa tudo” e que não possuía documentação do aparelho. Os militares verificaram no sistema informatizado da PM que o aparelho havia sido furtado em 27 de novembro de 2018.

Os policiais resolveram então verificar a bagagem da jovem, contra quem pesava até então apenas a suspeita de receptação. Em uma mochila que F.K trazia consigo, no interior do ônibus, foram encontrados diversos objetos ilícitos. Foram retirados da bolsa, uma pistola calibre 40, outra pistola de calibre 380, carregadores das armas, 57 cartuchos de calibre 40 e 114 de arma calibre 380, dez radiotransmissores e seus assessórios, balança digital, duas buchas de maconha e um cigarro da mesma droga.

Os outros pertences pessoais foram entregues para os familiares da jovem. O Diário do Aço apurou junto a fontes da Polícia Militar que a garota mora com um jovem envolvido em diversos delitos na cidade e é investigado por crimes em Coronel Fabriciano. F.K. foi encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil e passa a ser investigada por posse ilegal de armas e munições, entre outros delitos.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Juca 09 de fevereiro, 2020 | 10:37
Não é só Manoel maia qi tem armas não é Fabriciano inteiro.
João Alberto 08 de fevereiro, 2020 | 09:20
Lixos da sociedade, verme, insetos peçonhentos, bom trabalho dos policiais.
Bruna 06 de fevereiro, 2020 | 22:43
Bota a cara da princesa aí pra nós ver
Quebrada 06 de fevereiro, 2020 | 19:03
Tem rato atrasando o corre isto e certo mais vamos encontrar. Se liga quebrada F.M.C ( Federico, Manuel maia e caladão)
Sabao 06 de fevereiro, 2020 | 15:59
fabri ta pesadao, aposto que é pro manoel maia.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO