Tigre viaja nesta sexta-feira para 1º desafio do Módulo B

Equipe do Ipatinga estreia na competição no sábado, contra o CAP Uberlândia

Wôlmer Ezequiel


Antes de embarcar para o Triângulo Mineiro, equipe realizou últimas atividades no CT do Tigre

O elenco e comissão técnica do Ipatinga Futebol Clube viajam na manhã desta sexta-feira para Uberlândia, onde a equipe enfrenta o CAP, na rodada de estreia do Campeonato Mineiro do Módulo B. Antes da penúltima atividade realizada antes da viagem, na tarde de quarta-feira, no CT do Tigre, o técnico Gérson Evaristo e alguns jogadores falaram da importância de conquistar um resultado positivo fora de casa.

Como a delegação viaja somente amanhã de manhã, o último treino será realizado na tarde desta quinta e, para o treinador, “este será um momento importante para passar muita concentração e comprometimento à equipe. Precisamos reforçar a importância da vitória numa estreia fora de casa, para que isso dê confiança ao time para o restante da competição”, disse Evaristo. “O treino final é para destacar para os jogadores a importância do que é o Ipatinga, a força da camisa e o que o clube representa. Precisamos de muita força e concentração porque sabemos que teremos um jogo muito difícil pela frente”, pontua.

A programação da delegação começa com viagem às 7h de sexta-feira, com previsão de chegada em Uberlândia para 19h. Ao chegar ao Triângulo Mineiro, a equipe vai descansar até a hora do jogo. Com isso, não haverá treinamento no local da partida, o Parque do Sabiá. “Não haverá reconhecimento de campo, até mesmo porque nem o CAP treina lá. Será um campo neutro para as duas equipes”, contou Evaristo.

A respeito do time que entra jogando, o treinador fez mistério. “O time já está na minha cabeça, mas ainda estamos estudando o adversário para montar a equipe de acordo com que o CAP vai nos propor”, explicou Evaristo, contando que a comissão técnica não conseguiu muitas informações do adversário. “Tá difícil arranjar imagem deles em ação. Até porque eles fizeram somente um jogo-treino, assim como nós. Então, como eu não tenho muitas informações deles, não vou passar informações nossas”.

Os poucos dados que o Tigre tem do CAP é o estilo de jogo proposto pelo técnico adversário, Amaragil Neto. “O treinador deles já passou pela categoria de base do Uberlândia e temos materiais sobre como ele gosta de trabalhar e jogar. Estamos tentando esmiuçar o estilo de jogo deles para adaptar ao máximo nosso estilo ao que vamos encontrar lá, isso tudo para não sermos surpreendidos”, detalhou Evaristo, contanto o que sabe sobre o CAP. “É uma equipe jovem, de muita transição e de bola longa. Jogam sempre com bola parada. É preciso ter muita precaução e treinar bastante esses quesitos”. O treinador adiantou que tem dois esquemas preparados. “Treinamos dois esquemas, o 4-2-3-1 e o 4-4 com losango”.

Viajam para o Triângulo Mineiro 20 atletas. A expectativa é que o Tigre deixe a cidade ao fim do jogo e, a princípio, que volte aos treinamentos no Vale do Aço na terça-feira, quando inicia a preparação para a segunda rodada, quando enfrenta o Athletic Club, no Ipatingão, dia 15.

Embora o comandante não tenha divulgado o time titular, a formação base que vem treinando nas últimas atividades de campo e que deverá ser confirmada para a estreia é: Paulo Vitor; Léo Felipe, França, Breno (Zé Leandro), Rodrigo; Marquinhos, Caetano, Tchô, Dyórgenes (Júnior Ramos); Marcus Molinari e Chub.

Wôlmer Ezequiel


Goleiro Paulo Vitor disse que o objetivo principal é sair de Uberlândia com três pontos

Expectativa para a estreia

Um dos possíveis titulares da partida de estreia, o volante Marquinhos disse que a equipe está pronta para enfrentar o CAP. “A gente se preparou bem e agora é hora de colocar em prática todo o trabalho feito desde o início do ano”, contou o jogador, que dos 15 de profissão, 13 foram dedicados ao futebol mineiro. “Já joguei na primeira divisão e no Módulo B, e sei como é difícil e equilibrada essa competição, um detalhe faz a diferença”, disse, acrescentando que jogar fora de casa pode ser bom para a equipe. “Se conseguirmos um resultado positivo em Uberlândia, nós chamamos a torcida para a segunda rodada, no Ipatingão. A nossa torcida é a mais forte do interior, e depende de nós conseguirmos bons resultados para que eles nos apoiem em casa”, concluiu.
Wôlmer Ezequiel


Para atacante Chub, concentração é essencial para a estreia

Para o atacante Chub, o importante é estar concentrado para iniciar a competição. “Nosso professor já implantou o esquema tático e estamos prontos para a estreia. O que precisamos é manter a concentração e o foco para que tudo dê certo”, afirmou, elogiando o entrosamento da equipe. “Quando cheguei aqui já conhecia alguns atletas, como o Marcus Molinari, Léo Felipe, Alexandre e Vitinho. Eles e todos os outros são muito bons para trabalhar”, destacou Chub, que disse preferir atuar flutuando pelas pontas e sempre aparecendo para buscar o jogo.

Para o novo dono da meta ipatinguense, Paulo Vitor, estrear fora é uma dificuldade que pode ser vencida com muito foco. “É difícil, mas estamos preparados e confiantes. Temos o suporte necessário do clube e o cansaço não vai interferir no jogo. Quando começa são onze para cada lado e não tem essa de cansaço, precisamos superar tudo”, garantiu o goleiro. “Individualmente temos grandes jogadores e o entrosamento perfeito virá com o tempo. Estamos assimilando bem os treinamentos e acreditamos que dentro de campo a nossa qualidade vai sobressair. O mais importante é voltar de lá com os 3 pontos”, reforçou.



Tigre viaja nesta sexta-feira para 1º desafio do Módulo B
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

MAIS FOTOS

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO